sábado, 15 de junho de 2024

PAUL SCHRIER

O nevadano Paul Schrier é mais conhecido por ter interpretado o personagem Bulk, um aluno gordo brigão e convencido da Escola de Alameda dos Anjos, em várias temporadas de Power Rangers desde 1993.
O único filme de terror em que ele apareceu até hoje foi Le Zombi de Cap-Rouge (1997).
Mais informações sobre o Paul? Lá vai:











ATENÇÃO: esse post é inédito! Não consta na Bússola do Terror!
Até a próxima!
Brasil 2024: tempo de pensar no que é melhor pra sua cidade.

segunda-feira, 10 de junho de 2024

Como se Defender desse Vilão? (hoje com DRÁCULA)

nome completo: conhecido apenas como Drácula
espécie: vampiro
planeta de origem: Terra
residência: um castelo na Europa Oriental
função social: destruidor
armas e/ou poderes: capacidade de criar névoa ao redor do lugar onde ele se encontra, capacidade de voar, capacidade de transformar pessoas em vampiros através de mordidas, força física sobre-humana e resistência física sobre-humana
serve a: ninguém
é servido por: pessoas que fazem pactos com ele por medo
inimigo mortal de: Clemens
foi visto pela última vez em: Inglaterra
1ª produção em que apareceu: Drácula – a Última Viagem do Deméter (2023)
1º ator a interpretar o personagem: Javier Botet

Que riscos eu corro vindo desse vilão?
Quando o Drácula encontra qualquer forma de vida que tenha sangue, ele morde essa criatura pra beber o sangue.
Os animais mordidos por ele simplesmente morrem. Mas quando ele morde humanos, a mordida pode ter efeitos variados: algumas pessoas se transformam em vampiros e outras, misteriosamente, apenas desaparecem (o mais provável é que essas tenham morrido ao ser mordidas e aí ele tenha jogado os cadáveres longe ou então que ele tenha devorado as pessoas inteiras).

Como eu faço pra evitar encontrar esse vilão?
Não vá à Inglaterra: o Drácula foi visto pela última vez se estabelecendo por lá, mas não se sabe em qual parte específica do país.

Se eu já tiver encontrado, o que eu faço?
Você pode atacar o Drácula com toda a força que você puder e aproveitar os segundos seguintes em que ele ficou ferido pra fugir correndo.
Mas não demore! Ele vai se recuperar logo depois!

É possível matar esse vilão?
Apontar crucifixos e outros símbolos religiosos contra o Drácula não produz nenhum efeito. E nenhuma forma de ataque já vista usada contra ele nem sequer passou perto de matar.
Mas ele explicitamente evita se expor à luz solar. E levando em conta que as pessoas que ele transformou em vampiros se incendiaram e morreram queimadas quando foram iluminadas pelo Sol, é bem provável que o mesmo aconteça com ele se for exposto à luz solar.
Além disso, o Drácula vai ficando mais poderoso conforme vai bebendo mais sangue. Isso faz pensar que, se ele ficar muito tempo sem beber sangue, talvez enfraqueça até morrer.

Mais algumas informações que talvez você não saiba sobre o universo em que esse vilão vive:


ATENÇÃO: esse post é inédito! Não consta na Bússola do Terror!
Até a próxima!
Brasil 2024: tempo de pensar no que é melhor pra sua cidade.

sábado, 8 de junho de 2024

NAZARENO CASERO

O argentino Nazareno Casero provavelmente é mais conhecido no Brasil por protagonizar a série Maradona: Conquista de um Sonho (2021). E ele é exatamente um ator mais de série e novelas.
Até hoje, ele só apareceu em 1 filme de terror Hipersomnia (2016).
Mais informações sobre o Nazareno? Lá vai:















ATENÇÃO: esse post é inédito! Não consta na Bússola do Terror!
Até a próxima!
Brasil 2024: tempo de pensar no que é melhor pra sua cidade.

segunda-feira, 3 de junho de 2024

DRÁCULA - A ÚLTIMA VIAGEM DO DEMÉTER

títulos originais: Die letzte Fahrt der Demeter / Le Dernier Voyage du Demeter / The Last Voyage of the Demeter
título brasileiro: Drácula – a Última Viagem do Deméter
ano de lançamento: 2023
países: Alemanha / Canadá / Estados Unidos / Índia / Inglaterra / Malta
elenco principal: Aisling Franciosi, Corey Hawkins, Javier Botet
direção: André Øvredal
roteiro: Bram Stoker (autor do texto original), Bragi F. Schut, Zak Olkewicz

Em 1897, uma escuna russa é encarregada de transportar da Romênia até a Inglaterra uma carga particular: 50 caixotes de madeira, cada 1 marcado com um desenho de dragão.
O capitão tá à procura de mais 3 marinheiros antes de zarpar.
Cerca de 10 homens se oferecem pra isso. Mas quando 1 deles vê o desenho de dragão num dos caixotes, ele entra em pânico e foge dali!
Alguns habitantes locais, ao verem os caixotes sendo embarcados, dizem que o navio tem que sair dali antes do anoitecer...
Eles desejam boa sorte aos marinheiros, pois vão precisar disso. E eles se benzem depois que o navio se afasta...
A princípio, a viagem vai correr tranquila. Depois, vão começar a acontecer situações estranhas. E finalmente, em vez de situações apenas estranhas, vão começar a acontecer situações aterrorizantes...

Drácula – a Última Viagem do Deméter foi inspirado numa breve passagem do livro Drácula (1897), do irlandês Bram Stoker, que conta como foi a viagem que o vampiro fez de navio pra chegar à Inglaterra.
O roteiro original, escrito pelo Bragi F. Schut, tinha como protagonista um camponês que invadia o navio Deméter pra vingar a morte da esposa e do filho recém-nascido... Isso remete a uma passagem do livro em que o Drácula entrega uma criança recém-nascida às 3 vampiras que moravam no castelo dele e, pouco depois, uma mulher invade o castelo exigindo que a criança dela seja devolvida, mas é atacada e (supostamente) morta pela alcateia de lobos que rondavam o castelo.
Mas esse rascunho do roteiro foi completamente deixado de lado.
Na verdade, como o Bragi ofereceu esse roteiro a vários estúdios diferentes, ele foi fazendo várias mudanças aqui e ali, conforme passava de um possível interessado pra outro. Até que a DreamWorks Pictures se interessou pelo roteiro. E o Bragi fez as mudanças exigidas pelo estúdio em parceria com o Zak Olkewicz (assim, claro que o roteiro aqui não é igual ao que aparece no livro).
O diretor disse que o filme é uma espécie de nova versão de Alien (1979), mas se passando num navio e em 1897.
A Última Viagem do Deméter foi projetado pra ser um novo clássico do terror, recebeu muito investimento e, além de ser todo filmado na Alemanha e em Malta, a parte administrativa envolveu mais 4 países (Canadá, Estados Unidos, Índia e Inglaterra).
Mas não chegou tão longe quanto se esperava: prometia muito e entregou pouco.
É aquele típico monster movie em que o monstro só aparece nas cenas em que ele vai atacar alguém. Tirando isso, o que a gente vê mais é falação entre os personagens humanos.
O filme é ruim? Não. Mas a maioria das opiniões que ele gerou foi algo do tipo:

“Não é que seja um filme ruim, mas não mostrou nada além do que todos já esperavam ver.”

O filme só inovou por destacar a viagem do navio Deméter entre a Europa Oriental e a Europa Ocidental, já que essa passagem do livro sempre é mostrada de forma rápida e sem muitos detalhes nas produções televisivas e cinematográficas inspiradas nessa obra.
A Última Viagem do Deméter também nunca se aprofunda na origem do monstro: só vemos um diálogo entre a Anna e o Clemens em que ela afirma que ele é uma entidade maléfica chamada Drácula, que morava num castelo construído em tempos ancestrais no alto de uma montanha da Europa Oriental. Não há nenhuma informação anterior a isso e nada de cenas de flashback.
A criatura vai mudando de forma durante o filme, começando como um cadáver ressecado e terminando como um morcego humanoide.
A 1ª aparência dele lembra o Conde Orlok de Nosferatu (1922) e a 2ª lembra a aparência que o vilão adquire em Drácula de Bram Stoker (1992) depois da cena em que ele morde a Mina.
Outro easter egg que vemos aqui é um cetro que o vampiro carrega: é uma clara imitação da bengala que o Larry Talbot compra em O Lobisomem (1941).
Uma cena que também me lembrou outra cena de outro filme mostra larvas de mosca rastejando no caixote onde o Drácula dorme... Isso se parece com o avião do Dwight Renfield, cheio de terra misturada com vermes, em O Voo Noturno (1997).
O filme tem esquisitices? Claro.
Por exemplo, sabem o que os heróis fazem quando encontram o caixote onde o Drácula dorme? Nada.
Gente, se já deu pra entender que o monstro precisa daquele caixote pra se abrigar, será que não seria pelo menos um pouquinho inteligente destruir o caixote?
As mordidas do Drácula produzem efeitos variados (que variam de acordo com as conveniências do roteiro, eu diria): alguns personagens simplesmente somem depois que são mordidos, outros se transformam em vampiros sem consciência que atacam de forma bestial quem eles veem pela frente e 1 personagem específico mantém a lucidez e a consciência intocáveis e continua interagindo com os outros até morrer depois de ser mordido.
A Última Viagem do Deméter faz algumas críticas contra o racismo. Mas acabou querendo lacrar demais e derrapando nos eventos históricos...
O Clemens diz que ele foi um dos primeiros médicos negros a se formar pela University of Cambridge, alguns anos antes dos eventos mostrados no filme. Mas o filme se passa em 1897. E essa universidade ainda nem aceitava alunos negros naquela época (o 1º médico negro só se formou pela Cambridge em 1918).
Então, vale a pena ver A Última Viagem do Deméter? Claro. Se você é fã de filmes de vampiros ou de monster movies em geral, acho quase impossível que você não goste. Mas não veja esse filme esperando encontrar um clássico que vai entrar pra História do Cinema.
Como era de se esperar, a última cena deixa uma porta aberta pra uma continuação. Mas, como o retorno que o filme teve nas bilheterias passou longe do esperado, é pouco provável que essa continuação apareça um dia.
Outro filme do André Øvredal que eu já indiquei aqui foi O Caçador de Troll (2010).
Mais informações sobre A Última Viagem do Deméter? Lá vai:


E dê uma clicada aí do lado em ‘seres sobrenaturais’ que você acha posts sobre Drácula de Bram Stoker, Nosferatu, O Caçador de Troll, O Lobisomem e O Voo Noturno. E dê uma clicada em ‘extraterrestres’ que você acha um post sobre Alien.
ATENÇÃO: esse post é inédito! Não consta na Bússola do Terror!
Até a próxima!
Brasil 2024: tempo de pensar no que é melhor pra sua cidade.

sábado, 1 de junho de 2024

MARCO DUCATI

O estadunidense Marco Ducati, também creditado algumas vezes como Damone Danilo, aparentemente deixou a carreira pornô dele em 2021.
Entre as produções em que ele trabalhou, só 1 foi creditada em alguns sites como um filme de terror: Lay Her Down (2017).
Mais informações sobre o Marco? Lá vai:














ATENÇÃO: esse post é inédito! Não consta na Bússola do Terror!
Até a próxima!
Brasil 2024: tempo de pensar no que é melhor pra sua cidade.

segunda-feira, 27 de maio de 2024

FERIADO SANGRENTO

títulos originais: Action de Grâce / Thanksgiving
título brasileiro: Feriado Sangrento
ano de lançamento: 2023
países: Austrália / Canadá / Estados Unidos
elenco principal: Jalen Thomas Brooks, Nell Verlaque, Patrick Dempsey
direção: Eli Roth
roteiro: Eli Roth e Jeff Rendell

Na cidade de Plymouth, em Massachusetts, a Black Friday de 2022 foi antecipada pra véspera, devido à grande aglomeração de pessoas nas portas das lojas. Só que a véspera em questão é o Dia de Ação de Graças.
Uma garota chamada Jessica sai pra ir ao cinema com um grupo de amigos. Mas, como ela é filha do Thomas, o dono da maior loja de conveniências da cidade, os garotos pedem pra dar uma passada na loja antes, apesar de haver uma multidão enfurecida na porta da loja esperando pra entrar.
A esposa do gerente da loja também entra ali pra levar uma marmita pro marido.
Ao ver todas essas pessoas transitando dentro da loja antes que o estabelecimento abrisse, a multidão lá fora enlouquece de vez e invade a loja como uma turba fora de controle.
Um tumulto em fase extrema se instala dentro da loja, resultando em dezenas de feridos e mortos. Entre esses últimos, a esposa do gerente.
Passado 1 ano, vemos que o Thomas tá organizando a loja pra fazer outra Black Friday, sob os protestos da maioria dos moradores da cidade.
Esses protestos começam a se transformar em medo extremo quando todos veem que alguém vandalizou uma das construções históricas da cidade e roubou um machado que ficava lá enfeitando a parede.
Um machado que vai ser usado numa vingança sangrenta...

A maior parte de Feriado Sangrento foi filmada no Canadá, algumas partes específicas foram filmadas nos Estados Unidos e a parte administrativa foi feita na Austrália.
O filme nasceu da ideia de aproveitar coisas mostradas num falso trailer lançado pro filme Grindhouse (2007) e usar isso num filme de verdade.
Há uma crítica explícita em Feriado Sangrento contra a loucura em que as pessoas mergulham de cabeça quando elas se deparam com liquidações em lojas, agindo com uma fúria descontrolada pra comprar uma coisa que nem é tão importante assim, só porque aquilo tá mais barato naquele dia.
Os primeiros 10 minutos do filme são meio confusos, porque aparecem muitos personagens sendo focados com a mesma intensidade ao mesmo tempo (só depois disso é que a história vai se fixando na Jessica). Então, não dá pra você entender de cara quem são os protagonistas.
O diretor deixou claro que fez isso de propósito, porque ele queria criar muitos suspeitos que poderiam se revelar mais tarde como o vilão.
Vários detalhes do filme foram claramente inspirados em características de outros slashers: o título original do filme é uma data, como aconteceu em Halloween (1978) e Sexta-Feira 13 (1980); o tema como um todo lembra algumas passagens de Dia dos Namorados Macabro (1981), Contagem de Cadáveres (1986) e O Fantasma do Shopping: a Vingança (1989); a cena do jantar aqui lembra bastante a cena do jantar do Massacre da Serra Elétrica (1974); e o próprio encerramento aqui lembra bastante o encerramento de Eu Sei o que Vocês Fizeram no Verão Passado (1997).
Ou seja, Feriado Sangrento foi feito pra agradar a fãs de slashers.rsrs
Claro que o filme tem algumas esquisitices.
Por exemplo, a força física e a facilidade com que o vilão mata as vítimas: ele faz isso como se tivesse superpoderes, embora ele seja só uma pessoa comum!
O diretor Eli Roth já confirmou em mais de 1 entrevista que pretende lançar uma continuação de Feriado Sangrento, com os mesmos personagens principais, até o final de 2025. Mas, até agora, nada concreto.
Mais informações sobre o filme? Lá vai:


E dê uma clicada aí do lado em ‘slashers’ que você acha posts sobre Contagem de Cadáveres, Dia dos Namorados Macabro, Eu Sei o que Vocês Fizeram no Verão Passado, Halloween, O Fantasma do Shopping e Sexta-Feira 13.
ATENÇÃO: esse post é inédito! Não consta na Bússola do Terror!
Até a próxima!
Brasil 2024: tempo de pensar no que é melhor pra sua cidade.

sexta-feira, 24 de maio de 2024

Como se Defender desse Vilão? (hoje com OS CURUPIRAS)

nome completo: os indivíduos da espécie não têm nomes próprios
espécie: assombrações
planeta de origem: Terra
residência: Ilha do Medo
função social: protetores da Ilha do Medo
armas e/ou poderes: capacidade de criar uma fumaça sonífera, capacidade de imitar vozes humanas, capacidade de se disfarçar de humanos, capacidade de se movimentar embaixo da água por longos períodos sem serem notados e força física sobre-humana
servem a: ninguém
são servidos por: ninguém
inimigos mortais de: humanos que desembarcam na Ilha do Medo
foram vistos pela última vez em: Ilha do Medo
1ª produção em que apareceram: Curupira – o Demônio da Floresta (2021)
1ª atriz a interpretar esses personagens: Flavia Bianca Barroso

Que riscos eu corro vindo dessas criaturas?
Se você desembarcar na Ilha do Medo, os curupiras vão ver você como um invasor. E consequentemente, vão partir pro ataque contra você.
Geralmente, primeiro eles realizam uma tortura psicológica contra você (assumem a aparência física de pessoas que você conhece, escondem a embarcação que levou você até a ilha, fazem você adormecer produzindo uma fumaça sonífera, ficam fazendo barulhos estranhos ao seu redor pra enervar você e imitam vozes de pessoas que você conhece) e depois partem pra agressão física que vai matar você.
Mesmo que você saia da ilha, possivelmente pelo menos 1 deles ainda vai perseguir e tentar matar você por mais algum tempo.
Em relação a crianças, a coisa é um pouco diferente: eles não têm a tendência de matar as crianças que desembarcam na ilha, mas sim de manter elas na ilha, assumindo a aparência física da mãe delas e, dessa forma, enganando elas.

Como eu faço pra evitar encontrar essas criaturas?
Não desembarque na Ilha do Medo.
Os curupiras não fazem nada contra os humanos que nunca puseram os pés lá.

Se eu já tiver encontrado, o que eu faço?
Não há necessidade de tentar se defender de todos eles ao mesmo tempo: embora, aparentemente, existam vários curupiras, cada 1 deles sempre ataca sozinho, sem a ajuda dos outros.
Mas, a única coisa que dá pra fazer é sair da ilha o mais rápido que você puder e, mesmo que você consiga, ficar em alerta pelas próximas horas: pode ser que o perigo ainda não tenha passado!

É possível matar essas criaturas?
Os curupiras parecem ter o mesmo nível de resistência física que os humanos. Os mesmos tipos de agressão física que conseguem matar um humano também conseguem matar um curupira.

Mais algumas informações que talvez você não saiba sobre o universo em que essas criaturas vivem:


ATENÇÃO: esse post é inédito! Não consta na Bússola do Terror!
Até a próxima!
Brasil 2024: tempo de pensar no que é melhor pra sua cidade.

segunda-feira, 20 de maio de 2024

TESTO | SAÚDE MASCULINA

título original: Testo | Saúde Masculina
ano de lançamento: 2022
país: Brasil
elenco, direção e roteiro: Felipe Domingues de Vasconcelos

Em 2022, o urologista Felipe Vasconcelos criou no YouTube o canal Testo | Saúde Masculina.
Como o próprio nome diz, o canal é focado em tirar dúvidas sobre o aparelho sexual/urinário masculino.
A maioria dos vídeos são curtos (poucos passam de 10 minutos).
Mais informações sobre Texto | Saúde Masculina? Lá vai:








ATENÇÃO: esse post é inédito! Não consta na Bússola do Terror!
Até a próxima!
Brasil 2024: tempo de pensar no que é melhor pra sua cidade.

sábado, 18 de maio de 2024

40 ANOS DA HORA DO PESADELO


Em Outubro vão se completar 40 anos do lançamento do clássico do terror A Hora do Pesadelo.
Assim, pra marcar a data, decidi fazer um post lembrando algumas curiosidades sobre o filme:
Existiu um Freddy Krueger de verdade?
Bom, sim e não.
Realmente o diretor e roteirista Wes Craven conheceu um cara mau chamado Fred Krueger quando ele era criança, mas não era um ser sobrenatural que controlava os pesadelos, e sim um aluno brigão que fez bullying contra ele durante vários anos na escola.
Já a aparência física do Freddy foi uma espécie de mistura da aparência de 2 homens deformados que ele viu na infância e nunca mais conseguiu esquecer.
Antes de se inspirar nisso, o diretor tinha pensado em retratar o Freddy com o crânio exposto, com os lábios rasgados (e com a maioria dos dentes expostos o tempo todo) e com vários ferimentos profundos pelo corpo soltando pus sanguinolento sem parar. Mas, na época, não existiam efeitos especiais capazes de criar essa aparência de uma forma convincente (até dava pra fazer isso, mas ia ficar super trash), o que fez o diretor abandonar a ideia.
A origem do Freddy nunca é contada com detalhes no filme de 1984. Na verdade, o passado dele só é mencionado numa cena de diálogo entre a Nancy e a mãe dela. Mas as continuações do filme deram muito mais informações sobre isso.
Aliás, de acordo com as explicações dadas ao longo da franquia, o Freddy nasceu de um estupro coletivo, quando uma freira foi atacada ao mesmo tempo pelos 100 loucos mais violentos dos Estados Unidos. Então, tecnicamente, ele é um mutante: ele nasceu da mistura dos espermatozoides de 100 homens ao mesmo tempo (herdando assim o DNA violento dos 100 pais dele).
O filme também faz críticas explícitas contra o autoritarismo dos pais.
Os adolescentes falam que tem alguma coisa errada acontecendo, mostram provas concretas aos pais de que tem alguma coisa errada acontecendo... E qual é o resultado? Os pais apenas empacam naquele posicionamento:

“Eu sou pai, então eu estou certo e eu sei o que é melhor pra você. Ponto final e acabou.”

“Eu sou mãe, então eu estou certa e eu sei o que é melhor pra você. Ponto final e acabou.”
O alcoolismo da mãe da Nancy deveria ser explicado pelo fato de ela ter perdido um filho mais velho assassinado pelo Freddy (e por isso ela participou do linchamento e morte do Freddy e guardou a luva com lâminas dele).
A frase em que a personagem diria isso faz parte originalmente da cena em que ela conta à filha sobre o linchamento do Freddy, mas esse trecho da cena foi excluído da edição final.
As armadilhas que a Nancy prepara pro Freddy nas últimas cenas do filme acabaram ficando com um tom meio cartunesco. É tudo meio exagerado (até lembram um pouco as armadilhas que os personagens dos Looney Tunes preparavam uns pros outros) e tudo parece elaborado demais pra ela sozinha ter encontrado material pra fazer todas aquelas armadilhas sem sair de casa e ter deixado tudo aquilo pronto em poucos minutos.
Até a trilha de pegadas de fogo que o Freddy deixa ao subir a escada na conclusão dessas cenas lembra alguma coisa de desenho animado.rsrs
Mas não sei se isso foi feito propositalmente pra ser engraçado ou não. Afinal, o Freddy sempre teve um certo quê de comédia.
Embora o Wes Crave tenha imaginado desde o início um final feliz pro filme, o produtor Robert Shaye queria um final em aberto, deixando indefinido se o Freddy tinha sido derrotado ou não. E 4 finais diferentes chegaram a ser filmados. Mas o final oficial é o que o produtor queria, com os jovens sendo ‘engolidos’ por um carro com as cores da roupa do Freddy, enquanto a mãe da Nancy é puxada pelo vilão pra dentro de casa.
Algumas pessoas reclamam das contradições e falta de continuidade quando você vê todos os filmes da série em ordem.
Bom, vamos lembrar que uma das características principais dessa série é que os sonhos dos personagens se misturam com a realidade. Muitas vezes, uma cena começa como algo real e, quando você percebe, já entrou no sonho do personagem.
Será que dá pra numa história que se desenvolve nesse ritmo não ter contradições?rsrs
Freddy vs Jason (2003) provavelmente foi o filme da franquia que despertou mais polêmicas, porque misturou a história de vilões de 2 tipos diferentes de terror. E embora alguns fãs de ambas as franquias tenham gostado, tiveram outros que odiaram a ideia.
Mas é interessante lembrar que Freddy vs Jason é uma das continuações da Hora do Pesadelo (a última continuação dele, na verdade), mas não é uma continuação de Sexta-Feira 13 (1980).
Ocorre que esse último filme tem os direitos autorais dele presos à Paramount Pictures. Mas A Hora do Pesadelo e Freddy vs Jason são ambos pertencentes à New Line Cinema. Então, por motivos de direitos autorais, Freddy vs Jason não podia continuar a história de Sexta-Feira 13 (o Jason que aparece ali é outra versão do personagem, e não a versão que aparece no filme de 1980).
E já que entramos no assunto, por que a mão do Freddy aparece no final de Jason Vai para o Inferno: a Última Sexta-Feira (1993) saindo da terra e puxando a máscara do Jason lá pra dentro?
Desde os anos 90, tanto os fãs dos filmes do Freddy quanto os fãs dos filmes do Jason levantaram várias teorias pra explicar essa cena. Mas eu diria que é simplesmente um easter egg. Porque Jason Vai para o Inferno é cheio de easter eggs de outros filmes de terror: prestando atenção, você vê ali cenas que lembram passagens do Incrível Homem que Derreteu (1977), Halloween (1978), Alien (1979)...
Então, a cena da mão do Freddy puxando a máscara do Jason pro Inferno é uma imitação da cena em que ele puxa a mãe da Nancy pra dentro de casa.
Em 1988, um seriado chamado A Hora do Pesadelo: o Terror de Freddy Krueger foi lançado na televisão.
Obviamente, esse seriado foi inspirado no filme de 1984, contando com a presença do Freddy. Mas esse seriado não faz parte da cronologia oficial do filme.
Em 2010, foi lançado um remake do filme de 1984. Mas não foi lá essas coisas... Na verdade, ficou bem longe de repetir o sucesso do original.
Mesmo quem não curte filmes de terror e nem se informa sobre o assunto costuma se surpreender com um detalhe da Hora do Pesadelo: foi o 1º filme do Johnny Depp.
Pra quem não gosta de filmes de terror, certamente isso parece um início de carreira um tanto desprezível. Mas, levando em conta que, já no ano seguinte, ele protagonizou Férias do Barulho e comparando uma coisa com a outra, A Hora do Pesadelo foi até uma estreia clássica pra ele.

Algumas produções diretamente inspiradas em A Hora do Pesadelo:

Mahakaal (1993)

A Wet Dream on Elm Street (2011)

Espantalho de Amityville (2021)

👹👹👹

Outras vezes em que o blog já falou sobre...

A HORA DO PESADELO





A WET DREAM ON ELM STREET


ALIEN







ESPANTALHO DE AMITYVILLE




FÉRIAS DO BARULHO




FREDDY VS JASON



HALLOWEEN






JASON VAI PARA O INFERNO: A ÚLTIMA SEXTA-FEIRA


MAHAKAAL




O INCRÍVEL HOMEM QUE DERRETEU


SEXTA-FEIRA 13



















ATENÇÃO: esse post é inédito! Não consta na Bússola do Terror!
Até a próxima!
Brasil 2024: tempo de pensar no que é melhor pra sua cidade.

segunda-feira, 13 de maio de 2024

CURUPIRA - O DEMÔNIO DA FLORESTA

título original: Curupira – o Demônio da Floresta
ano de lançamento: 2021
país: Brasil
elenco principal: Al Danuzio, Di Ramalho, Rosanna Mualem
direção e roteiro: Erlanes Duarte

Num dia comum, um pequeno grupo de jovens amigos pegam o catamarã do pai de um deles sem pedir e saem pra dar uma volta pelo Mar.
Eles acabam passando por uma ilha meio pantanosa e, curiosos e animados com aquilo, decidem desembarcar ali pra explorar.
Assim que chegam à praia, eles veem que os celulares tão fora da área de cobertura.
Logo depois, alguma coisa escondida entre as plantas da ilha começa a espreitar eles. E logo depois, eles ouvem um grito animalesco vindo de algum lugar nas proximidades.
Mas eles têm um problema mais sério do que esse, já que o catamarã deles tá flutuando pra longe! E ficar preso naquela ilha não parece uma boa, já que obviamente eles não tão sozinhos...

Curupira – o Demônio da Floresta foi o 1º filme de terror inteiramente filmado no Maranhão.
Simplificando, o que o diretor fez aqui foi encaixar o Curupira naquele roteiro pré-estabelecido de filmes de terror: um pequeno grupo de jovens perdidos num ambiente florestal e começando a ser perseguidos (e consequentemente abatidos) por algum tipo de criatura perigosa.
Aliás, como deu pra ver pela sinopse acima, o início de Curupira é bem parecido com o início da Ilha dos Cães (1982), né?
Como na maioria dos filmes de terror, não temos nenhuma grande informação sobre as vidas pessoais dos jovens: a maioria só entrou no filme pra morrer.
As últimas cenas dão a entender que a ilha é habitada por vários curupiras, embora só apareça 1 em cada cena.
Esse filme não é nenhuma superprodução, mas não deixa nada a desejar pra média dos monster movies.
Algumas tribos indígenas que veem o Curupira como uma figura sagrada acharam o filme desrespeitoso com essa entidade. Mas temos que lembrar que a visão que os povos indígenas do Brasil têm do Curupira varia muito de uma tribo pra outra.
Assim, ele pode ser visto (pelos próprios povos florestais) como desde um protetor dos animais até como um exterminador dos intrusos que entram na floresta contra a vontade dele.
Aliás, desde que os garotos desembarcam na ilha, já parece ficar claro que as criaturas ali só tão furiosas por causa do excesso de lixo que tem chegado à ilha delas através do Mar e por outros desrespeitos que os humanos têm cometido contra a Natureza.
A última cena deixa a porta aberta pra uma continuação. Mas, pelo menos até agora, nada à vista.
Mais informações sobre Curupira? Lá vai:


E dê uma clicada aí do lado em ‘slashers’ que você acha um post sobre A Ilha dos Cães.
ATENÇÃO: esse post é inédito! Não consta na Bússola do Terror!
Até a próxima!
Brasil 2024: tempo de pensar no que é melhor pra sua cidade.