domingo, 19 de setembro de 2021

ANTHONY RUIVIVAR

O havaiano Anthony Ruivivar provavelmente é mais conhecido no Brasil por ter interpretado o paramédico Carlos Nieto no seriado Parceiros da Vida, até por ele ter sido um dos poucos atores que ficaram no seriado do início até o fim (de 1999 até 2005).
Mas ele também já teve as experiências dele na área do terror.
Em 1997, o Anthony apareceu em Tropas Estelares.
Esse filme é eventualmente classificado como “terror” por alguns sites... Não discordo. Mas, na verdade, é filme de aventura com toques de terror, né?
Tudo bem que muitas das cenas dos monstros insetóides matando as pessoas realmente são brutais e aterrorizantes. Principalmente a cena em que o insetóide Cérebro mata o personagem Zander. Mas, tirando essas partes, o filme em si não tem um clima propriamente de terror. Pode ser considerado no máximo um ‘terror light’.
E em 2011, o Anthony foi visto em 1 episódio do seriado História de Terror Americana. E ele voltaria em 2015 e 2016 interpretando outro personagem.
Em 2014, ele participou do seriado de terror A Bela e a Fera.
Em 2016, o seriado Pânico contou com a presença do Anthony.
E em 2018, ele apareceu no seriado A Maldição da Residência Hill.
Mais informações sobre o Anthony? Lá vai:


E dê uma clicada aí do lado em ‘seriados’ que você acha um post sobre Parceiros da Vida.
Até a próxima!

sábado, 18 de setembro de 2021

NÁUFRAGO

títulos originais: Cast Away / Izgoy
título brasileiro: Náufrago
ano de lançamento: 2000
países: Estados Unidos / Fiji / Filipinas / Rússia
elenco principal: Helen Hunt, Nick Searcy, Tom Hanks
direção: Robert Zemeckis
roteiro: William Broyles Jr.

O workaholic Chuck é um gerente da FedEx. E numa noite de 1995, numa das viagens de trabalho que ele tem que fazer, o avião dele de repente é engolido por uma tempestade e derrubado no Mar.
O Chuck fica preso a um bote salva-vidas, que mantém ele na superfície da água. E flutua até uma pequena ilha deserta.
Não há animais nem água potável ali. Mas a ilha tem uma floresta e um grande rochedo no meio.
Subindo até o alto do rochedo, o Chuck vê que a ilha é cercada por um grande anel de corais, o que forma quase uma muralha natural isolando a ilha do resto do Mundo.
Em outras palavras, vai ser muito difícil tanto ficar ali quanto tentar sair.
O que fazer agora?

Náufrago é um filme que surgiu de uma ideia do próprio Tom Hanks, que interpreta o herói principal: ele queria fazer um filme de aventura que fosse uma versão moderna do livro Robinson Crusoe (1719), do inglês Daniel Defoe. Mas, apesar de se passar no final do século XX, não deveria ter bandidos, cenas de tiroteios nem nada parecido.
Tudo foi gravado em 2 etapas: 8 meses de gravação contando a parte da história que se passa em 1995, intervalo de 1 ano e mais 8 meses de gravação contando a parte da história que se passa em 1999.
Houve um intervalo de 1 ano nas gravações?! Sim. Porque o Tom tinha que ter tempo pra mudar de aparência pra interpretar o Chuck nas 2 épocas: meio gordinho e com os cabelos e a barba cuidados e depois magro e com os cabelos e a barba crescidos e desalinhados.
A única companhia que o Chuck tem na fase que passa na ilha é o boneco rústico Wilson, construído a partir de uma bola de vôlei da marca Wilson e de algumas folhas de árvores.
Náufrago é cheio de simbologias, como na ocasião em que (sem entrar em muitos spoilers), o Chuck consegue ultrapassar uma barreira de corais, que era o problema principal que ele conseguia ver na situação em que se encontrava, mas depois disso continua tendo problemas, perdendo relações que tinha antes e sendo obrigado a lutar pra sobreviver.
Esse trecho passa diretamente a mensagem de que, só porque você conseguiu resolver o problema principal da sua vida, isso não significa que não existem outros problemas. E esses outros problemas, que parecem tão insignificantes comparados com aquele outro que você já resolveu, ainda podem até matar você!
Mas a parte mais filosófica do filme é a que diz respeito a uma caixa que o herói encontra com o desenho moderno de um anjo...
Acontece que várias caixas que eram transportadas no avião chegaram boiando à ilha e a única que ele não abriu foi essa com o desenho do anjo, certamente porque ele via como um símbolo sagrado e intocável. E mais tarde, ele chega a declarar que a caixa salvou a vida dele, pois a fé dele (representada pela caixa) salvou a vida dele.
Náufrago foi uma coprodução: teve cenas gravadas em Estados Unidos, Fiji, Filipinas e Rússia.
Mais informações sobre o filme? Lá vai:


Até a próxima!

sexta-feira, 17 de setembro de 2021

AKIRA ISHIHAMA

O japonês Akira Ishihama é mais conhecido no Brasil por ter interpretado o Dr. Tokimura em Comando Estelar Flashman (1986) e o policial-cientista Yanaguida em Jiban (1989).
Mas ele também participou de alguma produções de terror.
Em 1964, o Akira apareceu no filme Hakujitsumu.
Em 1968, ele foi visto no filme A Mulher na Neve.
No ano seguinte, o filme Zankoku Ijo Gyakutai Monogatari: Genroku Ona Keizu contou com o Akira no elenco.
Em 1987, ele participou de 1 episódio de Black Kamen Rider feito pro cinema (e que não foi exibido no Brasil junto com o resto do seriado) com temática de terror.
E m 1992, o Akira apareceu no filme Shin Kamen Raida.
Mais informações sobre o ator? Lá vai:







ATENÇÃO: esse post é inédito! Não consta na Bússola do Terror!
E dê uma clicada aí do lado em ‘produções japonesas’ que você acha posts sobre Black Kamen Rider, Flashman e Jiban.
Até a próxima!

quinta-feira, 16 de setembro de 2021

HOSPEDEIROS - A AMEAÇA INTERIOR

títulos originais: Creepy Crawlers / They Nest
título brasileiro: Hospedeiros - A Ameaça Interior
ano de lançamento: 2000
países: Canadá / Estados Unidos
elenco principal: Dean Stockwell, Kristen Dalton, Thomas Calabro
direção: Ellory Elkayem
roteiro: Daniel Zelman e John Claflin

Num navio africano, no Noroeste do Oceano Atlântico, um dos tripulantes, de aparência doente, é perseguido pelos colegas. E depois de ser capturado, ele é lançado ao Mar...
Enquanto isso, em Boston, um médico chamado Ben, estressado pelo excesso de trabalho, por um divórcio recente e por um problema de alcoolismo que ele começou a desenvolver, passa mal durante uma cirurgia e não consegue terminar o procedimento.
Preocupada com a segurança dos pacientes e do próprio médico, a diretora do hospital licencia ele por alguns meses e manda ele passar esse tempo num lugar mais calmo.
O Ben aceita a sugestão e vai passar os meses de licença numa ilha do Noroeste do Atlântico. Só que ele não vai encontrar exatamente paz por ali, já que os habitantes da ilha detestam forasteiros.
Mas um problema maior começou a acontecer: o cadáver daquele africano chegou boiando a uma praia da ilha, soltando estranhos insetos pela boca! E essa praga começou a se espalhar por ali, atacando os animais e depois os humanos que encontra pelo caminho...

Coprodução Canadá / Estados Unidos, Hospedeiros - A Ameaça Interior é um telefilme de terror que, honestamente, não assusta ninguém. A não ser, é claro, quem tem entomofobia: medo compulsivo ou nojo compulsivo de insetos.
Mesmo assim, só tem umas 3 ou 4 cenas explicitamente nojentas protagonizadas pelos bichinhos asquerosos. No resto, posso resumir dizendo que esse é um filme sobre uma espécie desconhecida de insetos carnívoros, se passando numa comunidade isolada em que os moradores (como 99% dos caipiras que aparecem em filmes de terror) maltratam gente de fora que vem às “terras deles”.
Aliás, posso dizer que Hospedeiros teria se saído melhor se tivesse uns 15 minutos a menos e se o diretor não tivesse se preocupado tanto em mostrar que quase todos os habitantes da ilha são caipiras maus. E pra destacar mais ainda esse assunto, todos os personagens desse núcleo se dão mal no final por obra dos insetos (acho que o diretor quis tanto atacar esses personagens que fez questão de não deixar nenhum deles inteiro rs).
Quanto aos monstrinhos, conhecidos como insetos-tatus, eles se parecem com baratas sem asas quando são mais jovens. Mas criam asas quando evoluem pra fase adulta. E em ambas as formas, eles se parecem com baratas de raças comuns. E exatamente por sempre terem sido confundidos com baratas comuns, eles nunca foram estudados a fundo por nenhum biólogo. Ou seja, ninguém sabe ao certo como deter essa praga.
Esses insetos se reproduzem usando quase o mesmo método que os monstros de Alien: o Oitavo Passageiro (1979). E por isso, qualquer ser vivo que eles encontrem pela frente é um hospedeiro virtual.
Mas Hospedeiros lembra muito mais outro filme de terror dos anos 70: Praga Infernal (1975).
Bom, não vou dizer que esse aqui é um plágio do outro, até porque as histórias são mesmo relativamente diferentes. Mas é impossível não notar as semelhanças: tanto Hospedeiros quanto Praga Infernal têm insetos subterrâneos parecidos com baratas sem asas (que em ambas as produções foram interpretadas por baratas de madagascar) e essas criaturas provocam destruição e evoluem pra uma forma física voadora quando o filme vai se aproximando do final. 
A última cena de Hospedeiros deixa uma porta aberta pra uma continuação, que nunca rolou.
Mais informações sobre o filme? Lá vai:


E dê uma clicada aí do lado em ‘minimonstros’ que você acha posts sobre Alien e Praga Infernal.
Até a próxima!

domingo, 12 de setembro de 2021

10 LUGARES DE PASSADO SINISTRO VIII

AEROPORTO INTERNACIONAL DE WILMINGTON
Onde se localiza?
Como o próprio nome deixa claro, esse aeroporto se localiza no Norte de Wilmington, na Carolina do Norte.

Por que o passado desse lugar é considerado sinistro?
De acordo com o filme O Voo Noturno, numa noite de tempestade em 1997, o vampiro Dwight Renfield se dirigiu pro Aeroporto de Wilmington e massacrou brutalmente todas as pessoas que se encontravam lá.
O repórter Richard Dees, um caçador de notícias escabrosas que tinha se apropriado de uma matéria que a colega Katherine Blair fazia sobre o assunto (na verdade, eles tavam investigando massacres estranhos que vinham ocorrendo em aeroportos, acreditando que o criminoso era um maníaco humano), chegou lá pouco depois do massacre. E depois de tirar algumas fotos das dezenas de carcaças que encontrou, ele foi dominado por uma sensação de horror e foi vomitar no banheiro do aeroporto.
De repente, o Richard ouviu passos atrás dele e, olhando pro espelho, viu o mictório atrás dele se mexendo ‘sozinho’... Na verdade, o Dwight tava mexendo ali. Mas, por ser um vampiro, ele não aparecia refletido no espelho. E tava mijando sangue puro no mictório!
Segundos depois, todos os espelhos do banheiro começaram a estourar. E a criatura se aproximou do Richard e exigiu que ele destruísse a câmera com todas as fotos que tinha, começando a caminhar pra fora do banheiro depois disso. Mas o Richard foi correndo atrás do Dwight e pediu pra ver a cara dele. E além de atender ao pedido dele em todo o esplendor da sua monstruosidade, o vampiro também arrebentou um dos próprios pulsos com uma unha e obrigou o Richard a beber o sangue que saía dali. E isso parece ter feito o cara terminar de enlouquecer, enxergando todas as pessoas que ele já tinha fotografado mortas até aquele dia, mas com uma aparência vampiresca, cercando ele num lugar cheio de névoa. E ele, com um machado na mão, tentou se defender desses vampiros.
Mas era só um delírio: o que ele tava fazendo na prática é batendo nos cadáveres que tavam espalhados pelo chão com um machado de bombeiro que ficava numa parede do aeroporto.
A polícia chegou naquele mesmo instante. E vendo a cena, os guardas acharam que tinha sido o Richard que tinha feito aquilo.
A Katherine também chegou ali na hora. E ao ver ela, o Richard foi correndo na direção dela. Mas 2 policiais dispararam uma série de tiros nele, matando ele imediatamente.
Chegando perto de uma janela do aeroporto, a Katherine viu, meio sem querer, o Dwight entrando no avião dele e indo embora. Mas decidiu não dizer nada à polícia.
Ela foi até o cadáver do Richard, sacou uma câmera, tirou uma foto e disse aos policiais que aquele era o assassino que vinha aterrorizando aeroportos nos últimos tempos.

Como esse lugar se encontra atualmente?
Apesar do evento macabro de 1997, o Aeroporto Internacional de Wilmington segue funcionando normalmente até hoje.

Alguém ainda mora lá?
Como é um aeroporto, ninguém nunca MOROU propriamente lá.
ALDEIA DA MONTANHA DE PAVAKHIND
Onde se localiza?
De acordo com o filme Shaitani Ilaaka, essa aldeia se localiza numa montanha chamada Pavakhind, numa região florestal da Índia.

Por que o passado desse lugar é considerado sinistro?
Em 1990, 3 caras brigões que moravam na aldeia pareciam ter o hábito de maltratar e arranjar briga com os forasteiros.
E ali chegaram um rapaz da cidade chamado Deepak, a namorada dele chamada Anju e mais 8 amigos deles. E os 3 brigões já começaram a provocar eles, até serem afugentados dali depois de uma certa dificuldade.
Os recém-chegados tinham ido até ali fugindo de um demônio feminino chamado Lalbai, que queria usar a garota pra realizar um ritual através do qual ela libertaria o mestre dela, um demônio mais poderoso chamado Shaitani.
E a Lalbai não demorou a possuir um dos amigos do Deepak e tentar raptar a Anju.
Os outros lutaram contra o rapaz, sem entender o que tava havendo. Até que um mago amigo deles chegou ali e explicou que ele tava possuído. E através de uma magia, ele conseguiu exorcizar o rapaz, tirando a Lalbai do corpo dele.
Depois, o mago prendeu ela dentro de um baú, que ele deixou em frente ao altar da deusa Kali, numa praça da aldeia: enquanto o baú ficasse ali, a Lalbai não teria poder, já que Kali é uma deusa destruidora de demônios.
Depois disso, enquanto o Deepak e a Anju se casavam, aqueles 3 bandidos da aldeia começaram a incomodar uma das amigas do Deepak, que tinha se afastado de todo mundo pra preparar uns enfeites pra festa.
Mas, quando eles viram aquele baú em frente ao altar de Kali, eles deixaram a garota fugir e foram pegar o baú, pensando que era alguma coisa de valor trazida pelos forasteiros. E quando abriram, a Lalbai escapou lá de dentro e matou um deles.
Horas depois, a Lalbai hipnotizou a Anju e levou a garota com ela. E embora os amigos tivessem conseguido trazer ela de volta, não conseguiram impedir que a Lalbai realizasse o ritual que libertou o Shaitani.
Depois de começar a matar os amigos do Deepak, o demônio não demorou a atacar a aldeia, matando várias pessoas e destruindo várias casas.
Depois que ele foi embora, um daqueles bandidos da aldeia convocou o povo a prender a Anju e entregar ela ao Shaitani, dizendo que tudo isso só aconteceu depois que os forasteiros chegaram. E assim, a forma de resolver o problema era sacrificar eles.
Um dos amigos sobreviventes do Deepak tentou deter a multidão. Mas acabou sendo derrubado por 2 facadas e aparentemente morrendo.
Os aldeões amarraram a Anju numa pilastra perto da estátua de Kali e esperaram o demônio chegar.
Quando isso aconteceu, ele foi andando na direção da Anju. Mas, quando passou em frente à estátua de Kali, o poder da deusa desencadeou uma tempestade de energia contra ele.
O Deepak aproveitou e jogou o bandido contra o Shaitani, que degolou ele com uma mordida.
O demônio continuou se aproximando. Mas todos foram se esconder atrás da estátua da deusa. E quando ele chegou ali em frente, Kali fez o chão se abrir e derrubou o demônio lá dentro, fazendo o chão se fechar logo depois e prendendo ele lá pra sempre.

Como esse lugar se encontra atualmente?
É provável que a aldeia mantenha a mesma aparência de quando foi vista pela última vez, em 1990, já que não parece ser um lugar onde acontecem grandes mudanças.

Alguém ainda mora lá?
Os moradores que sobreviveram ao ataque do Shaitani continuaram morando lá.
ALDEIA TUPINAMBÁ
Onde se localiza?
De acordo com o filme Hans Staden, a aldeia tupinambá se localiza numa região florestal do Sul do Brasil.

Por que o passado desse lugar é considerado sinistro?
Os tupinambás que habitavam essa aldeia eram quase completamente xenófobos: o único outro povo com o qual eles mantinham boas relações eram os franceses.
E assim, quando encontravam europeus de outros países e índios de outras tribos, eles prendiam esses indivíduos, levavam pra aldeia deles, torturavam, matavam e devoravam os cadáveres.

Como esse lugar se encontra atualmente?
A aldeia tupinambá nunca foi vista sofrendo nenhum tipo de ataque e nem sendo ampliada ou diminuída.
Mas, como ela foi vista pela última vez no século XVI, não se sabe nem sequer se ela ainda existe.
Assim, a forma como ela se encontra atualmente é desconhecida.

Alguém ainda mora lá?
Vejam a resposta anterior.
CASA DA FAMÍLIA PIGOT
Onde se localiza?
De acordo com o filme Um Lobisomem Americano em Paris, a Casa da Família Pigot se localiza em Paris.

Por que o passado desse lugar é considerado sinistro?
Até o final dos anos 90, os moradores da casa eram um cientista conhecido apenas como Dr. Pigot, a esposa dele e a enteada dele, chamada Serafine.
A Serafine era um lobisomem, que se transformava nas noites de lua-cheia. E acabou se juntando a outro lobisomem chamado Claude, o chefe de uma espécie de sociedade secreta de pessoas que gostavam de ser lobisomens e que aproveitavam as transformações que sofriam nas noites de plenilúnio pra matar humanos por prazer, convidando a maior quantidade possível de turistas pra se reunirem em lugares abandonados e, sem saberem até que já fosse tarde demais, servirem como vítimas pra divertir os lobisomens.
O relacionamento da Serafine com o Claude terminou de forma negativa, embora ninguém saiba muito sobre isso, fazendo com que ela preferisse ficar em casa nas noites de lua-cheia, se trancando numa jaula no porão da casa, pra ter certeza de que não ia sair por aí machucando ninguém enquanto tivesse transformada em lobisomem.
O Dr. Pigot passou anos estudando uma fórmula que pudesse dar fim às transformações da Serafine. E numa noite de tempestade de 1997, ele injetou a fórmula nela. Mas isso provocou o efeito oposto do que se esperava: a garota se transformou imediatamente, matou a mãe e saiu perseguindo o padrasto, que foi fugindo pelas ruas de Paris da forma como podia. Mas acabou sendo agarrado pela enteada.
Ele teve as pernas devoradas pela Serafine, mas sobreviveu ao ataque, o que fez dele um novo lobisomem. E a Serafine, ao voltar à forma humana, recolheu ele e levou pro porão da casa, mantendo ele deitado numa cama e cercado por um biombo pra que se recuperasse dos ferimentos.
Depois disso, a Serafine decidiu se suicidar, pulando do alto da Torre Eiffel. Mas foi salva pelo turista americano Andy. E ela fugiu correndo logo depois disso, voltando pra casa.
O Andy, junto com 2 amigos dele, chamados Brad e Chris, conseguiram descobrir o endereço dela e foram até lá.
O Andy começou, mais ou menos, um namoro com a Serafine a partir dali. Mas, como na 1ª vez que eles saíram ela precisou defender ele numa situação e acabou revelando a força física sobre-humana que tinha, ela acabou fugindo de volta pra casa.
Na noite de lua-cheia seguinte, ela se trancou de novo na jaula do porão. E o Claude passou lá antes de sair pro próximo massacre.
Pouco depois, o Chris chegou ali e, vendo a cena, correu pra soltar ela, surdo aos pedidos dela pra fugir pro mais longe possível dali.
Ele contou a ela que o Claude convidou ele e os amigos pra irem participar de uma festa junto com o Club de la Lune (o bando de lobisomens do Claude), dizendo que encontrariam a Serafine lá. Mas, como não viram ela, o Chris foi até a casa dela pra ver se ela tava lá.
Ouvindo isso, ela deu uma porrada nele, deixou ele desmaiado dentro da cela e correu pro lugar da festa pra salvar o Andy e o Brad.
Quando o Chris acordou, ele viu o biombo que cercava a cama do Pigot num canto do porão. E olhando lá pra dentro, ele viu o Pigot transformado em lobisomem.
Apesar de ser atacado pelo monstro, o Chris conseguiu sair correndo e escapar ileso da casa. Mas foi capturado pelo Claude poucas horas depois.
Na manhã seguinte, a Serafine voltou até ali com o Andy, que tava desmaiado depois de ter sido mordido por um lobisomem desconhecido.
Quando ele acordou, ela explicou a ele o que tinha acontecido. Mas ele não acreditou e foi embora.
Depois de salvar o Andy outra vez de um ataque do Claude, a Serafine levou ele de novo pra casa dela e explicou sobre a fórmula e sobre o que tinha acontecido com os pais dela.
Pouco depois, o bando do Claude invadiu a casa, matou o Dr. Pigot e roubou a fórmula.

Como esse lugar se encontra atualmente?
Apesar das situações trágicas e violentas que se passaram na casa, ela não sofreu nenhum tipo de destruição significativa. Então, continua estruturalmente como era antes.

Alguém ainda mora lá?
Depois da derrota do Claude e da cura da maldição que a Serafine carregava, ela deixou a França e se mudou com o Andy pros Estados Unidos, onde se casou com ele.
Não se sabe se ela vendeu a casa ou simplesmente deixou o imóvel abandonado.
CASA DE RUSTIN PARR
Onde se localiza?
De acordo com o filme A Bruxa de Blair, a casa se localiza no alto de uma colina da Floresta Black Hills.

Por que o passado desse lugar é considerado sinistro?
Em 1940, um eremita que morava naquela casa, chamado Rustin Parr, começou a raptar crianças pequenas da cidade vizinha.
Ele levava as crianças de par em par pro porão da casa, mandava uma das crianças ficar olhando pra parede e matava a outra. Feito isso, ele matava a criança que tinha ficado olhando pra parede também.
Depois de uma ocasião em que o eremita foi à cidade e disse que tinha terminado o que tinha que fazer, ninguém entendeu o que aquilo queria dizer. Mas a polícia, estranhando a situação, foi fazer uma busca na casa dele. E ali se encontravam os cadáveres de 7 das crianças desaparecidas.
As várias marcas de mãos ensanguentadas nas paredes da casa, nunca explicadas pelo filme, também parecem esconder algum tipo de segredo sinistro, já que elas sugerem que várias pessoas já passaram por ali em condições bem ruins (mas não se sabe se as marcas foram feitas antes, durante ou depois do evento envolvendo as crianças).

Como esse lugar se encontra atualmente?
A casa foi vista pela última vez no filme A Maldição de Blackhills: Bruxa de Blair 3. E se encontrava bastante arruinada devido a décadas sem manutenção (ela não é habitada por nenhum ser humano desde 1940). Entretanto, ainda se encontra de pé.

Alguém ainda mora lá?
Existe uma criatura monstruosa não identificada caminhando tropegamente pelos cômodos da casa e pelo ‘quintal’ da casa.
Aparentemente, a Bruxa de Blair transformou a casa numa espécie de foco dos poderes dela, já que ela costuma atrair as vítimas dela lá pra dentro.
CASTELO D’ORSINO
Onde se localiza?
De acordo com o filme O Castelo Maldito, o Castelo d’Orsino se localiza no alto de uma colina, na cidade de Orsino, interior da Itália.

Por que o passado desse lugar é considerado sinistro?
Originalmente, esse castelo pertencia à Duquesa Gabriela d’Orsino.
Ela era casada com um americano e tinha um filho chamado Giorgio. Mas, em 1952, ela descobriu que o marido e a irmã dela tavam tendo um caso. E fugiram juntos pros Estados Unidos.
Logo depois, a Gabriela perdeu a fortuna dela, conseguindo manter como único bem o castelo onde ela morava. E em consequência disso, ela enlouqueceu: cortou o pênis do Giorgio (na época com 5 anos), trancou e acorrentou o menino numa das celas mais profundas do calabouço do castelo e passou a ir todo dia lá pra torturar ele com um chicote áspero.
Ela só alimentava o filho o suficiente pra ele não morrer de fome (a cada dia, ela botava pequenas quantidades de comida dura e mofada numa bandeja suja e deixava isso no chão da cela pra ele comer). E quanto à água, ele que bebesse a água que escorria pelas infiltrações nas paredes da cela.
A Gabriela também criou um falso túmulo pro Giorgio no mausoléu do castelo, anunciando ao povo da cidade que o filho tinha morrido, mas sem explicar nada com detalhes. E isso criou uma lenda local de que, em sua loucura, a duquesa tinha matado o filho e o fantasma dele ficou assombrando o castelo. Lenda essa fortalecida quando, nas noites mais silenciosas, os gemidos de dor do Giorgio podiam ser ouvidos vindo do calabouço do castelo e ecoando pelas ruas da cidade.
A partir dali, a Gabriela se manteve reclusa no castelo junto com um gato de estimação, só mantendo contato com a empregada Agnese.
Essa situação durou até 1994, quando, depois de praticar mais uma sessão de torturas contra o Giorgio, a Gabriela começou a passar mal, deixou ele trancado na cela e voltou cambaleando pro quarto dela, onde morreu.
O filho do marido da Gabriela com a irmã dela, chamado John Reilly, ficou sabendo que herdou o Castelo d’Orsino devido à morte da duquesa, já que ela não tinha mais nenhum parente (conhecido) vivo. E assim, sem nenhum conhecimento sobre o passado da família, ele se mudou dos Estados Unidos pra lá com a esposa Susan e a filha Rebecca. E a Agnese passou a trabalhar pra eles assim que chegaram.
Pouco depois, o gato da falecida duquesa entrou na cela do Giorgio, que a essa altura já tava quase morto de fome. Mas, agarrando o animal, ele matou e bebeu todo o sangue do gato. E revigorado, ele se pôs de pé e resolveu escapar da cela. Mas as algemas nos pulsos dele eram ligadas a uma corrente que ficava presa na parede da cela. E assim, ele teve que tomar uma atitude extrema: quebrou o polegar da mão esquerda com os próprios dentes e depois puxou a algema daquela mão com toda a força que pôde, arrancando o próprio polegar junto com a algema!
Depois disso, ele arrombou a porta, se jogando várias vezes contra ela, e escapou da cela. Mas continuou pro resto da vida com um pedaço da corrente preso na algema da outra mão.
Pouco depois, o Giorgio passou na frente de um espelho. E furioso com a imagem deformada que ele viu refletida ali, resultante das décadas de tortura que tinha sofrido, ele destruiu o espelho com um golpe da corrente dele.
Os Reilly escutaram esse e outros barulhos que o Giorgio fez, como choros e gemidos, ecoando pelos corredores do castelo. Mas como nunca se encontravam com ele frente a frente, não sabiam explicar o que era aquilo. Mas ele, ao contrário, observava os recém-chegados o tempo todo, escondido nas sombras.
Um dia, o John levou uma prostituta chamada Sylvana pra adega do castelo. Mas quando ela terminou o serviço com ele e foi andando pra fora do castelo, o Giorgio capturou a prostituta e tentou repetir o que ele tinha visto o John fazer com ela. Mas, como não tinha condições físicas de fazer isso (não se esqueçam de que ele não tinha pênis), ele apenas despedaçou a mulher a dentadas.
Ouvindo gemidos de dor, a Agnese foi até a sala de onde o som vinha e encontrou a Sylvana terminando de morrer. Mas foi morta pelo Giorgio no mesmo instante a golpes de corrente.
Não demorou e a polícia bateu na porta do castelo procurando pela prostituta desaparecida, já que ela tinha sido vista pela última vez entrando ali com o John. E quando descobriram as carcaças da Agnese e da Sylvana, levaram o americano preso.
Sem saber o que fazer, a Susan e a Rebecca ficaram no castelo, junto com 2 guardas. Mas o Giorgio matou os guardas brutalmente e começou a perseguir a Susan e a Rebecca pelo castelo todo.
Enquanto isso, depois de ter fugido da delegacia, o John voltou correndo pro castelo, chegando na hora exata em que o Giorgio encurralou a Susan e a Rebecca no alto de uma torre. E depois de lutar contra ele, acabou tomando uma atitude suicida pra salvar a filha e a esposa: ele agarrou a ponta da corrente do Giorgio e se atirou do alto da torre, puxando a criatura junto. E os 2 se arrebentaram contra o chão do pátio lá embaixo.

Como esse lugar se encontra atualmente?
Apesar de algumas portas, janelas e móveis destruídos pelo Giorgio, o castelo não sofreu nenhum dano muito significativo.
Assim, o básico dele continua como era antes.

Alguém ainda mora lá?
Depois de todas as tragédias que se passaram ali, a Susan e a Rebecca deixaram o castelo com o caixão do John, aparentemente pretendendo voltar pros Estados Unidos e enterrar ele lá.
É pouco provável que elas ainda tenham algum interesse em voltar lá. E assim, provavelmente o castelo deve ter ficado fechado.
CHALÉ DE RICHARD
Onde se localiza?
O filme O Medo não dá detalhes do local exato onde o chalé se localiza. Mas, levando em conta que o filme foi gravado numa floresta da Califórnia, vamos supor que se localize lá.

Por que o passado desse lugar é considerado sinistro?
Nos anos 70, um menino chamado Richard morava ali com o pai e a mãe. E tinha como “amigo” principal uma estátua de madeira em tamanho humano, chamada Morty, esculpida por um artista índio.
Um dia, o Richard flagrou a mãe transando com o cunhado, chamado Pete. E a mãe, pra enxotar o filho do quarto, jogou um objeto de vidro perto do menino, ferindo ele no rosto.
Quando o pai viu aquilo, perguntou o que tinha acontecido e o Richard levou o pai até o quarto onde a mãe tava. E aí ele matou ela e disse que, se o Richard contasse aquilo a alguém, o Morty ia pegar o menino.
O Richard entrou num processo de memória reprimida e se esqueceu completamente desse acontecimento. Mas o Morty, que era carregado de magias indígenas, absorveu todas as energias negativas ligadas ao que aconteceu ali e manteve isso dentro dele.
Em 1995, depois da morte do pai, o Richard tava morando longe dali e fazendo um curso de Psicologia. Mas teve a ideia de voltar ao chalé com um pequeno grupo de pessoas pra fazer uma experiência psicológica, na qual cada pessoa do grupo (inclusive ele) enfrentaria seu medo principal.
Numa noite em que eles saíram, uma das garotas, chamada Mindy, foi estuprada enquanto se encontrava num lugar escuro, o que impediu ela de identificar o estuprador.
Como o único homem que tava ausente quando encontraram ela era o Vance, todos começaram a desconfiar dele, o que fez ele voltar correndo pro chalé e se preparar pra fugir, carregando U$ 20.000,00 que ele tinha roubado.
Mas o Morty atraiu ele pro porão da casa e matou ele, batendo nele com a porta do porão. E depois, o monstro cortou o telefone da casa.
Quando os outros chegaram, o Morty esperou eles entrarem e furou os pneus dos carros, isolando todos ali.
Depois disso, o que parecia ser o espírito do Morty se incorporou na Mindy e começou a falar com o Richard, revelando a ele as partes da infância dele que ele tinha esquecido. Mas, ainda assim, ele não entendeu quem era o homem que ele tinha visto transando com a mãe dele: não deu pra ver o rosto do cara na ocasião.
Depois de fazer o Richard se lembrar disso, o espírito do Morty, ainda incorporado na Mindy, atacou ele. Mas, depois de uma luta, o Richard conseguiu jogar a Mindy do 2º andar da casa.
Pouco depois, o Richard encontrou o Pete. E viu que ele tinha a mesma tatuagem no braço que o amante da mãe dele tinha, finalmente identificando o homem que tava transando com a mãe.
No mesmo instante, o Morty chegou e obrigou o Pete a dar um tiro na própria boca, enquanto o Richard fugiu correndo.

Como esse lugar se encontra atualmente?
Algum tempo depois do ataque do Morty contra os amigos do Richard, o chalé foi posto à venda pelo rapaz. E aparentemente foi comprado por um casal com um filho pequeno.

Alguém ainda mora lá?
Vejam a resposta anterior.
FAZENDA DA FAMÍLIA HAWTHORNE
Onde se localiza?
O filme Uma Noite de Halloween nunca explica em que parte do Mundo a Fazenda da Família Hawthorne se localiza. Mas, levando em conta que o filme foi gravado numa região florestal da Colúmbia Britânica, vamos supor que a fazenda da história também se localize naquela região.

Por que o passado desse lugar é considerado sinistro?
O menino Michael Hawthorne foi criado lá pelos avós paternos, depois que o pai dele tinha matado a mãe no Halloween de 1977 e depois se suicidado. E é possível ver que ele manteve uma série de traumas psicológicos por causa disso enquanto vivia ali, passando a ter desmaios frequentes.
Nas vésperas do Halloween de 1997, o Michael resolveu ir até lá com a namorada Peggy e os amigos Chris, Mitch, Ned, Jennifer, Lisa e Trish.
A intenção dele com isso era fazer todos participarem de um ritual indígena de purificação que seria ensinado pelo Crow, um amigo índio que morava com os avós dele: cada pessoa que participasse do ritual usaria uma roupa correspondente ao maior medo que ela sentia, pra que, com a ajuda da magia indígena, esse medo fosse excluído pra sempre.
Quanto aos medos que eles enfrentariam, o Chris tinha medo de tomar decisões sozinho, o Crow tinha medo de cavalos, o Michael tinha medo de casamento, o Mitch tinha medo de altura, o Ned tinha medo de nadar, a Jennifer tinha medo de lugares fechados, a Lisa tinha medo de sangue, a Peggy tinha medo de palhaços, a Trish tinha medo de cobras, o avô do Michael tinha medo de ratos e a avó tinha medo de escuridão.
Chegando na fazenda, o Michael encontrou um boneco de madeira que tinha sido comprado pela família dele fazia algumas décadas, esculpido fazia alguns séculos pelos artesãos indígenas. E servia como receptáculo pra espíritos perversos, que eram mantidos presos no boneco pra não incomodar ninguém. E tinha sido apelidado por eles de Morty.
O Crow colocou um amuleto pendurado no pescoço do Morty e explicou que, enquanto o amuleto ficasse ali, os poderes do mal não poderiam se manifestar.
Num momento em que ninguém tava vendo, o Chris pegou o amuleto do Morty pra ele...
Em consequência, o espírito do pai do Michael, chamado Stephen, se incorporou no Morty e deu início a um novo massacre (ele só tinha matado a esposa e se suicidado depois que ela tinha descoberto que ele era um assassino psicopata).
Se aproveitando dos desmaios do Michael, o Morty foi criando situações pra fazer parecer que ele tava matando pessoas.
O Morty matou o Crow no celeiro da fazenda, depois de fazer ele se assustar com um cavalo lá. E se aproveitando de um desmaio do Michael, arrastou ele até lá, pro rapaz pensar que tinha matado o Crow quando acordasse.
O avô do Michael viu a cena e foi até o celeiro, mas o Morty capturou o velho e prendeu ele num armário do sótão. E o Michael acordou no chão do celeiro e ficou sem entender o que tinha havido.
Na hora do jantar, quase todos vestiram fantasias correspondentes aos seus medos e colocaram o Morty sentado numa das cadeiras.
Mas, no meio do jantar, um dos fusíveis queimou e a luz da fazenda acabou.
O Michael foi com a avó trocar o fusível e os outros subiram pra pegar lanternas no 2º andar, só ficando a Jennifer na sala.
Se aproveitando de outro desmaio do Michael, o Morty esquartejou a Jennifer e deixou o cadáver num dos cantos da sala, arrastado o Michael desmaiado pra perto dela.
Quando todos voltaram, começaram a achar que tinha sido o Michael que tinha matado ela. Mas como o Morty tinha sumido, ele começou a achar que o culpado era o boneco, possuído por algum espírito perverso.
Ninguém acreditou e todos foram pros seus quartos arrumar as coisas pra ir embora, enquanto o Michael e a Peggy saíram andando pela casa pra procurar o boneco. Mas os outros capturaram a garota quando o Michael não tava vendo e tentaram levar ela à força pro carro, pra fugirem do Michael. E ele teve outro desmaio.
No quarto da Lisa, ela encontrou o boneco dentro do armário e desmaiou. Mas o Mitch acordou ela. E logo depois, eles começaram a transar.
Só que o Morty, agora revelando explicitamente que tava possuído pelo Stephen, jogou o Mitch da janela do quarto e, depois de ferir a Lisa na cabeça, enfiou a cabeça dela numa privada, afogando ela com o próprio sangue. E depois, levou o Michael desmaiado pra lá.
Quando a Trish e a avó do Michael encontraram a cena, ele levantou e saiu correndo até o sótão, onde desmaiou mais uma vez.
O Morty foi até lá, se transformou numa imagem da Trish enforcada e, quando o Michael acordou, a criatura fez ele acreditar que tinha feito aquilo.
O Michael encontrou o avô preso no armário e soltou ele. E o velho contou tudo o que tinha se passado, enquanto eles cobriam o “cadáver da Trish”, não percebendo que o Morty se teletransportou pra fora dali e começou a atacar os outros de frente.
Mas, ouvindo o barulho do Michael e do avô dele conseguindo arrombar a porta do sótão e fugir, a criatura correu pra lá.
O velho conseguiu empurrar o Michael pela escada do sótão e salvar ele, enquanto ficou lá pra enfrentar o boneco. Mas o Morty matou ele, fazendo ele ser atacado por vários ratos.
Reunido à Peggy, o Michael e ela fugiram correndo da casa, perseguidos pelo boneco. E foram se juntar ao Chris, ao Ned, à Trish e à avó do Michael no quintal da fazenda.
Eles entraram num dos carros estacionados ali e tentaram fugir. Mas o Morty parou na frente do carro e se transformou numa tora, fazendo o carro bater nele.
A Trish morreu na batida e os outros ficaram desmaiados ou tontos demais pra reagir imediatamente.
Se aproveitando disso, o Morty jogou o Ned na piscina (sem efeito, visto que ele já tinha perdido o medo da água) e acorrentou uma das mãos do Chris no carro, incendiando o veículo logo depois.
Enquanto isso, os outros conseguiram sair correndo do carro. E o Michael correu até o carro em chamas e conseguiu soltar o Chris, enquanto a Peggy e a avó dele pegaram outro carro.
O Morty atacou de novo, mas o Michael conseguiu jogar ele no meio do fogo, finalmente destruindo a criatura.

Como esse lugar se encontra atualmente?
Apesar de algumas portas e janelas destruídas durante os eventos do Halloween de 1997, a fazenda como um todo se manteve de pé.

Alguém ainda mora lá?
Os únicos sobreviventes da Família Hawthorne depois do ataque do Morty foram o Michael e a avó dele. Mas nenhum dos 2 manifestou mais nenhum interesse em continuar ali.
Assim, provavelmente a fazenda ficou abandonada.
FAZENDA DE OLEG
Onde se localiza?
De acordo com o filme Private Video Magazine 1, a fazenda que pertence ao tal de Oleg se localiza na Europa Oriental (o país exato nunca é mencionado no filme).

Por que o passado desse lugar é considerado sinistro?
Tudo o que se sabe sobre essa fazenda é que ela pertencia a um sujeito chamado Oleg, que mantinha ali 2 empregadas pra cuidar do lugar. Mas, apesar de maltratar bastante as empregadas, ele não deixava elas irem embora e exigia que elas satisfizessem ele sexualmente sempre que ele quisesse.
Num dia de 1992, enquanto o Oleg dormia depois de ter enchido a cara, 2 turistas perdidos passaram pela fazenda e pediram informações às empregadas sobre a cidade pra onde queriam ir. E elas, vendo nisso uma oportunidade de fugir dali, deram uma esnobada neles e, ao mesmo tempo tentando chamar a atenção deles, foram pro celeiro fazer uma briga de aranha.
Elas conseguiram fazer com que os 2 caras se juntassem a elas na farra. Mas, quando as empregadas pediram aos turistas pra serem levadas embora com eles e foram buscar as coisas delas, os 2 fugiram correndo e deixaram elas lá, vivendo nas mesmas condições que antes.

Como esse lugar se encontra atualmente?
A fazenda claramente não é um lugar movimentado. E assim, provavelmente continua do mesmo jeito que era em 1992.

Alguém ainda mora lá?
Que se saiba, o Oleg e as empregadas nunca saíram de lá.
INSTITUTO MILITAR DE CIÊNCIA BIOMETÁLICA DOS ESTADOS UNIDOS
Onde se localiza?
De acordo com o filme Metalbeast, e como o próprio nome deixa evidente, esse instituto se localiza em alguma área militar dos Estados Unidos. Mas o lugar exato nunca é revelado (até porque se trata de um centro de operações secretas).

Por que o passado desse lugar é considerado sinistro?
Em 1994, naquele instituto, uma cientista chamada Anna de Carlo era a responsável pela criação de pele sintética pra reconstruir partes do corpo de pessoas seriamente feridas.
O patrocinador da experiência, um militar chamado Peter Miller, decidiu que essa pele sintética tinha que ser testada em cadáveres, pra ver se ela se acoplava a eles.
Assim, ele enviou como cobaia o cadáver de um agente secreto chamado Donald Butler, sem revelar que o cara era um lobisomem: o Peter pretendia que a Anna desse a pele sintética ao Donald pra transformar ele num mutante invencível e controlado por ele.
A Anna e a equipe dela, composta pelos cientistas Ferraro e Roger, fizeram o enxerto com a pele sintética no cadáver pouco depois da chegada dele. Mas, durante o procedimento, eles perceberam que o cara tinha tiros (feitos de prata) grudados na carne.
Sem entender o que era aquilo, a cientista decidiu remover as balas. Só que, quando ela fez isso, o Donald ressuscitou!
Ele foi mantido numa maca, já que não conseguia fazer nada além de se debater e gemer. Mas, na noite seguinte, a Lua Cheia apareceu no Céu. E num momento em que o Donald tava sozinho na sala com um enfermeiro, ele se transformou num monstro metade homem, metade lobisomem, se soltou da maca, matou o enfermeiro, fugiu da sala e matou um guarda. Mas acabou sendo recapturado e reconduzido à sala onde ele tava antes.
Conseguiram manter ele preso de novo na maca, mas a pele sintética tava se misturando cada vez mais com o organismo todo dele e, em consequência, o corpo dele tava se tornando cada vez mais forte.
A Anna, o Ferraro e o Roger concluíram que tinham que matar o monstro antes que ele se tornasse indestrutível. E o Roger entrou na sala pra dar um sedativo a ele. Mas o monstro chegou ao ponto máximo da sua evolução, se soltou, matou o Roger e saiu andando pelos corredores do laboratório.
Quando o general diretor do laboratório chegou à cozinha e encontrou o cozinheiro degolado pela criatura, concluiu que a coisa já tinha fugido ao controle totalmente. E decidiu não cooperar mais com o Peter naquele projeto.
Em resposta, o Peter deu um tiro em cada perna dele, abandonando o general pra morrer logo depois. E de fato, o monstro não demorou a chegar ali e matar o velho.
Depois disso, o Peter encontrou o Ferraro, a Anna e a Debbie (a técnica de computador do laboratório). E ao ver que cada um deles tava carregando um míssil feito de prata e pretendendo destruir o monstro com esses mísseis, ele deu um tiro no Ferraro e saiu perseguindo a Anna e a Debbie, que fugiram carregando os mísseis delas.
Elas chegaram a uma sala de acesso restrito onde só o Miller entrava e viram que ele mantinha ali dezenas de cadáveres dentro de tanques de formol pra serem usados de acordo com as conveniências dele.
O Peter seguiu elas até lá. Mas o monstro também seguiu e matou o militar.
Pouco depois, a criatura atacou a Anna e a Debbie. E depois de fugirem e se defenderem da forma como podiam, elas acabaram encontrando o Ferraro ferido. E ele deu o míssil dele pra Anna, que disparou contra o monstro e acertou o tórax dele, explodindo e esfacelando o monstro em centenas de pedacinhos.
Apesar da aparente vitória, os pedacinhos da criatura caídos no chão do instituto começaram a pulsar, revelando que ainda tavam vivos. Mas nunca se soube se o monstro se reconstruiu depois disso.

Como esse lugar se encontra atualmente?
Apesar de várias destruições localizadas causadas pelo monstro e pelos humanos que tentavam se defender dele, o prédio como um todo continuou estruturalmente de pé.
Mas, depois de tudo o que aconteceu, é pouco provável que tenha continuado funcionando como um centro de operações secretas.

Alguém ainda mora lá?
O instituto fica numa área restrita que pertence ao Exército dos Estados Unidos. Então, ninguém nunca MOROU lá.

Posts sobre as produções em que esses lugares apareceram:

Shaitani Ilaaka (1990)


Private Video Magazine 1 (1992)


Metalbeast (1995)


O Castelo Maldito (1995)


O Medo (1995)


O Voo Noturno (1997)


Um Lobisomem Americano em Paris (1997)


A Bruxa de Blair (1999)


Hans Staden (1999)


Uma Noite de Halloween (1999)


Até a próxima!

sexta-feira, 10 de setembro de 2021

10 LUGARES DE PASSADO SINISTRO VII

BACHMAN MILLS

Onde se localiza?
De acordo com o filme A Criatura do Cemitério, as Bachman Mills são uma fábrica de produtos têxteis que se localiza em Gates Falls.

Por que o passado desse lugar é considerado sinistro?
O terreno onde a fábrica se encontra hoje tem um passado mais distante que é desconhecido pela maioria das pessoas. E embora o dono da fábrica na virada dos anos 80 pros 90, chamado Warwick, soubesse o que tinha acontecido ali antes, ele nunca explicou nada com detalhes a ninguém.
O subsolo do lugar abrigava um estabelecimento que parece ter sido uma hidroelétrica, abaixo da qual fica até hoje uma espécie de lago subterrâneo. E os documentos mais recentes encontrados ali datam de 1940.
A fábrica foi construída por cima dessa aparente hidroelétrica abandonada e o antigo cemitério da cidade foi construído ao lado da fábrica. Mas, devido a algum tipo de infiltração (provavelmente vinda do lago subterrâneo), o cemitério foi abandonado e, pelo menos desde o meio dos anos 80, não passa de uma área inundada com túmulos em ruínas no meio. E essa água parada e suja atraiu centenas de ratos, que começaram a infestar a fábrica.
Ao mesmo tempo, um monstro de origem desconhecida se instalou nas salas abandonadas lá embaixo. E em 1990, sem ser percebido, ele começou a subir de vez em quando pra devorar os humanos que encontrava quando esses tavam sozinhos em alguma sala da fábrica.
Embora ninguém saiba o que essa criatura era, é bem provável que fosse um rato que sofreu algum tipo de mutação, já que, até um certo ponto, ela se parecia com um rato gigante, deformado e com asas.
Além disso, também existiam problemas mais ‘normais’ pra quem trabalhava nas Bachman Mills: o Warwick era aquele chefe feito de antipatia da cabeça aos pés e a fábrica, além de ser afligida pela infestação de ratos, era muito suja, quente e sem ventilação. Então, claro que, mesmo pra quem não sabia da existência do monstro, ninguém tava muito feliz trabalhando ali.
Como num dia de 1990, um inspetor tava pra investigar o porão da fábrica, que naquela época parecia um depósito de lixo, o Warwick decidiu fazer uma limpeza ali com 5 funcionários da fábrica, acabando por chegar às salas abandonadas lá embaixo. Mas um deles caiu no lago subterrâneo e foi atacado (e aparentemente devorado) pelo monstro.
O resto do grupo se apavorou ao ver a cena e se dispersou. Mas depois que 2 outros caras morreram, o Warwick se reagrupou numa sala em ruínas com os únicos sobreviventes, chamados John e Jane. Entretanto, surpreendentemente, o Warwick matou a Jane e depois fugiu correndo. Só que ele não chegou muito longe, virando comida de monstro pouco depois.
O John conseguiu escalar as paredes e voltar pra sala das Bachman Mills onde ficava a máquina de retalhar algodão. Mas o monstro não demorou a seguir ele até lá.
Entretanto, a criatura teve o azar de ficar com o rabo preso na máquina. E aí o John aproveitou pra acionar o painel de controle que ligava a máquina, o que começou a moer o monstro (que por pouco não deixou o homem surdo com os gritos de dor dele antes de morrer).

Como esse lugar se encontra atualmente?
Apesar dos ataques frequentes do monstro, o prédio em si nunca sofreu nenhum tipo de destruição.
Na última vez em que a fábrica foi vista, depois que o John já tinha matado o monstro, existia uma placa na porta anunciando que a instituição se encontrava sob nova direção e com vagas abertas pra novos empregados.
Então, provavelmente, continua exatamente da mesma forma que era até hoje.

Alguém ainda mora lá?
Como era um estabelecimento comercial, ninguém nunca MOROU propriamente lá.
KALI PAHADI
Onde se localiza?
De acordo com o filme Bandh Darwaza, Kali Pahadi é uma velha construção em ruínas (aparentemente, um palácio muito antigo) localizada numa região montanhosa e florestal da Índia.

Por que o passado desse lugar é considerado sinistro?
Pelo menos até 1990, Kali Pahadi foi a sede de uma seita de magos que ofereciam adoração ao demônio Nevla. E o próprio demônio vivia ali, passando a maior parte do tempo adormecido dentro dos vários caixões que ficavam no palácio.
A criatura sempre procurava aumentar a quantidade de magos que serviam a ele. E pra isso, os magos que já se encontravam em Kali Pahadi criavam situações ardilosas pra fazer com que mais pessoas sempre fossem até lá.
Na sala principal do palácio também ficava a estátua de um demônio parecido com um morcego gigante. E tudo o que acontecesse com a estátua também acontecia com o Nevla no mesmo momento.
Em 1972, um milionário local, chamado Pratap, soube que a filha recém-nascida dele, chamada Kamya, tinha sido levada até Kali Pahadi pra ser criada como uma maga a serviço do Nevla. E se juntando aos empregados dele, invadiu o palácio, matou vários magos e também o próprio Nevla e resgatou a criança.
Depois disso, todos pensaram que o palácio tinha ficado abandonado. Mas os magos sobreviventes continuaram se reunindo lá pra fazer rituais sem ninguém ver.
Em 1990, uma maga conseguiu convencer a Kamya a se juntar à seita. E num dos rituais de que ela participou em Kali Pahadi, eles ressuscitaram o Nevla, que hipnotizou a Kamya e passou a manter ela prisioneira lá.
Um primo da Kamya, chamado Kumar, junto com um amigo e a noiva dele, chamados Anand e Sapna, foram até o palácio pra resgatar a garota. E depois de derrotar alguns magos, que atacaram eles tentando impedir o resgate, os 3 quase conseguiram salvar a Kamya. Mas o Nevla fez ela sumir com os poderes dele.
Os 3 contaram ao Pratap o que tinha acontecido, fazendo o coroa ir até Kali Pahadi procurar a filha. Mas quem ele encontrou lá foi uma antiga empregada dele que revelou ser uma maga e ter raptado a Kamya e levado pra lá quando ela era bebê. E isso fez o Pratap matar a maga.
Aparentemente, a Kamya se arrependeu de ter se juntado ao Nevla, já que os magos passaram a manter ela acorrentada dentro do palácio. E numa ocasião em que o Kumar e a Sapna passavam pelas proximidades, ouviram os gritos dela, entraram no palácio e conseguiram resgatar a garota, depois de uma difícil luta contra o demônio e seus magos.
Depois disso, o Nevla provocou a morte do Anand e da esposa dele. E se sentindo responsável por isso, a Kamya foi até Kali Pahadi armada com uma faca, que pretendia cravar no Nevla enquanto ele tivesse dormindo num dos caixões dele. Mas uma das magas apareceu na hora e lutou contra a Kamya, acordando o Nevla com o barulho. E o demônio empurrou a Kamya contra uma parede cheia de espetos de ferro, matando ela.
Pouco depois, o Kumar, o Pratap e a Sapna chegaram ali procurando a Kamya. E ao encontrarem ela morta, decidiram que tinha chegado a hora de acabar com o Nevla.
Aproveitando que o demônio não se encontrava ali naquela hora, eles botaram um símbolo religioso dentro de cada caixão visto ali. E assim, quando o Nevla chegou, não tinha onde se esconder (ele se enfraquecia diante de símbolos religiosos). Mas ele fugiu correndo daquela sala e deitou num caixão que se encontrava em outra sala. E os últimos magos sobreviventes botaram ele numa carroça e fugiram com ele dali.
O Kumar ameaçou um mago com um revólver, fazendo ele revelar o ponto fraco do Nevla relacionado à estátua do demônio. E ouvindo isso, o Pratap foi resolver o problema...
Ele começou a jogar gasolina na estátua. E o Nevla, sentindo a gasolina batendo nele também, começou a caminhar pra beira de um abismo.
O Pratap incendiou a estátua, fazendo o corpo do Nevla se incendiar ao mesmo tempo. E ele caiu do alto do abismo, terminando de se incendiar lá embaixo.

Como esse lugar se encontra atualmente?
Apesar das lutas que aconteceram ali e da destruição da estátua no meio do fogo, o palácio em si não foi destruído (até por ser formado basicamente por salas, catacumbas e corredores com paredes de pedra).
Então, Kali Pahadi continua com a mesma estrutura em ruínas que tinha em 1990.

Alguém ainda mora lá?
Visto que o Nevla e todos os magos que serviam a ele morreram, não.
MILL CREEK
Onde se localiza?
De acordo com o filme O Último Terror, Mill Creek é uma divisão de uma floresta da Califórnia.

Por que o passado desse lugar é considerado sinistro?
Já existiu uma madeireira em Mill Creek. E devido à morte do dono do estabelecimento, por volta de 1950, o irmão dele se mudou pra lá pra assumir o comando.
O falecido deixou uma filha de 14 anos, que foi estuprada várias vezes em segredo pelo tio recém-chegado, já que ela não tinha coragem de contar a ninguém o que acontecia.
Com o passar do tempo, a garota foi enlouquecendo, até que a família decidiu internar ela num hospício na mesma região. E ali ela teve um bebê, que os médicos mandaram de volta pra família dela, já que temiam pela segurança da criança: a garota tinha se tornado tão agressiva que, anos depois, foram obrigados a manter ela trancada numa jaula.
O filho dela, chamado Eggar, foi visitar a mãe quando ele tinha 19 anos. E chocado com as condições em que ela vivia, decidiu levar ela pra casa. Mas era impossível ressocializar a mulher, agora transformada numa besta demente e feroz. E assim, o Eggar decidiu manter ela numa cabana em Mill Creek, aonde ele ia frequentemente levar mantimentos pra ela.
Mas as tendências da mulher à violência fizeram com que ela matasse todas as pessoas e animais de grande porte que se aproximassem do ‘território dela’ (geralmente através de armadilhas ou atacando as pessoas de surpresa). E depois de matar, ela esquartejava os cadáveres e guardava os pedaços na cabana dela.
Um túmulo rústico era visto ao lado da cabana. E embora ninguém saiba quem foi enterrado ali, o mais provável é que o Eggar tenha enterrado uma das vítimas da mãe dele ali numa das ocasiões em que foi levar mantimentos pra ela.
Alguém atacado pela mulher deve ter sobrevivido e fugido, já que a história caiu em conhecimento público. Mas todos pensavam que era só uma lenda local.
No início dos anos 80, o Eggar, agora um homem de personalidade intratável e trabalhando como motorista do ônibus de um grupo de guardas-florestais (Mike, Boone, Dennis, Marco e Nathaniel), foi obrigado a levar eles e também 5 amigas deles (Melanie, Margaret, Sammie, Vanessa e Windy) até Mill Creek.
Enquanto entravam em Mill Creek, o Eggar tentava desestimular o grupo a seguir em frente. E sem conseguir nada, passou a olhar entre as árvores pra ver se localizava a mãe espreitando eles.
Mas, de noite, ele se descontrolou de fato quando o grupo começou a contar histórias assustadoras ao redor da fogueira e a história que o Boone contou foi exatamente a da mãe dele.
Quase fora de si, o Eggar pegou o ônibus e foi embora, estacionando entre as árvores alguns quilômetros à frente e abandonando o ônibus lá.
Como o Marco saiu pra dar uma volta na floresta e não avisou a ninguém, os outros entraram na floresta pra procurar ele no dia seguinte, o que acabou com a mãe do Eggar matando o Mike e prendendo a Melanie sem que ninguém visse isso.
Enquanto isso, o Dennis e o Nathaniel chegaram à cabana da mulher, mas ao ver as coisas bizarras que tavam lá, foram embora depressa.
De noite, como todos começaram a discutir, nervosos com o desaparecimento dos amigos, a Vanessa se estressou e saiu andando pra longe dos outros. E chegando à cabana, ela encontrou a cabeça decepada do Mike lá dentro.
Concluindo que era o Eggar que tava fazendo aquilo, já que encontraram pertences dele na cabana, o grupo pegou uma jangada que tava ali e tentou fugir pelo rio. Mas a mãe do Eggar, que manteve a Melanie presa durante esse tempo, foi seguindo eles. E de repente, sem se deixar ver, ela jogou o cadáver da Melanie em cima deles.
Depois de sepultar ela, eles seguiram em frente, acabando por encontrar o ônibus deles abandonado. E decidiram se abrigar dentro do veículo por aquela noite. Mas, de madrugada, sempre sem se deixar ver, a mãe do Eggar atacou o ônibus, feriu a Wendy no pescoço com uma lâmina e depois fugiu.
Os garotos concluíram que só iam conseguir fugir dali se fizessem o Eggar aparecer e aí matassem ele. E depois que prepararam várias armadilhas num canto da floresta, todos se esconderam, enquanto o Marco ficou chamando pelo Eggar e pedindo ajuda a ele.
Quando o cara finalmente apareceu, atacou o Marco. Mas os outros saíram dos esconderijos e começaram a espancar ele.
Enquanto isso, a mãe do Eggar se aproximou do Dennis por trás sem ser percebida e matou ele. Mas, quando começou a andar na direção dos outros, ela pisou numa armadilha e acabou sendo morta.

Como esse lugar se encontra atualmente?
O lugar em si não sofreu nenhuma alteração. Então, provavelmente, continua igual a como era no início dos anos 80.

Alguém ainda mora lá?
Se o hospício ainda funcionar, os internos ainda devem morar lá.
REINO DO REI GORNEESH
Onde se localiza?
De acordo com o seriado Ewoks, o território ocupado pela tribo de duloks sobre a qual o Rei Gorneesh reina se localiza numa região pantanosa da Lua Florestal de Endor.

Por que o passado desse lugar é considerado sinistro?
Os duloks são criaturas tradicionalmente rudes e agressivas, pelo menos quando lidam com criaturas mais fracas do que eles (quando encontram uma criatura mais forte, eles têm mais a tendência de fugir ou de se submeter à criatura em questão). E assim, não era raro ver criaturas de espécies mais frágeis sendo mantidas como escravas no reino, depois de terem sido raptadas pelos duloks.
O lugar também foi o cenário dos planejamentos de vários esquemas maléficos praticados pelos duloks. Principalmente contra os ewoks.

Como esse lugar se encontra atualmente?
Durante o reinado do Gorneesh, nunca aconteceu nenhuma grande mudança no reino.
Então, provavelmente tudo lá continua como era antes.

Alguém ainda mora lá?
Vejam a resposta anterior.
SALTON SEA
Onde se localiza?
Criado acidentalmente por um desvio de água mal feito em 1905 seguido por uma inundação em 1909, o Salton Sea é um lago artificial que se localiza na Califórnia.

Por que o passado desse lugar é considerado sinistro?
Em 1957, ferozes criaturas pré-históricas que tinham passado por uma metamorfose mutante começaram a aparecer no lago e atacar todos os humanos e animais aos quais elas tinham acesso, sugando todo o sangue que eles tinham no corpo.

Como esse lugar se encontra atualmente?
De acordo com o filme O Monstro que Desafiou o Mundo, todos os monstros mutantes foram exterminados ainda em 1957, pela ação do Tenente John Twillinger.
Assim, atualmente o lago se encontra livre de feras monstruosas.

Alguém ainda mora lá?
O lago fica no meio de um deserto. Mas existem alguns ranchos e cidades pequenas ao redor dele, além de várias áreas dedicadas à agricultura na margem noroeste e na margem sudeste do lago.
SATANIC FILMS
Onde se localiza?
De acordo com o filme Satan’s Lust, a Satanic Films se localiza em Hollywood.

Por que o passado desse lugar é considerado sinistro?
A Satanic Films era um templo satanista disfarçado de agência pra atrizes iniciantes.
A intenção dos membros da seita que funcionava ali era atrair mulheres pra usar elas em sacrifícios humanos ao diabo (não sem que antes o chefe da seita, chamado Manheim Jarkoff, transasse com elas).

Como esse lugar se encontra atualmente?
Abandonado: os últimos membros da seita fugiram de lá quando ouviram os carros da polícia chegando.

Alguém ainda mora lá?
Vejam a resposta anterior.
SEDE DA CABLE 54
Onde se localiza?
De acordo com o filme Eles Vivem, a Sede da Cable 54 se localiza em Los Angeles.

Por que o passado desse lugar é considerado sinistro?
Nos anos 80, os extraterrestres conhecidos como ghouls se instalaram na Terra e se disfarçaram com a aparência humana, pretendendo ficar aqui até que os recursos naturais se esgotassem. E como eles se tornaram a classe alta da sociedade da Terra, os humanos que souberam da existência deles se colocaram a serviço deles em troca de dinheiro e ascensão social.
E os donos da Cable 54 foram os que mais se sujeitaram a esses aliens, dando a eles a sede da emissora pra servir como base principal.
Em 1988, quando a conspiração dos ghouls foi descoberta e os amigos Frank e Nada encontraram a base dos aliens, ficaram sabendo sobre a antena do prédio: dali era disparado um raio até um satélite que projetava o raio de volta sobre o planeta todo, criando o disfarce humano dos ghouls.
Diante disso, o Frank e o Nada partiram pro ataque direto contra os aliens. E como o Frank tinha uma amiga chamada Holly que trabalhava no prédio, concluiu que, se ele achasse ela, a Holly poderia ajudar eles a destruir a antena e desmascarar os ghouls.
De fato, eles conseguiram encontrar a Holly. E pegando ela pelo braço, o Nada foi subindo pra cobertura do prédio, matando vários guardas pelo caminho. Mas como ele foi subindo na frente a partir de um determinado ponto, não percebeu que a Holly matou o Frank, já que ela concordava com a situação imposta pelos extraterrestres!
O Nada chegou à cobertura do prédio. Mas, quando ia atirar na antena, viu a Holly com uma arma apontada pra ele, ao mesmo tempo em que 2 helicópteros cheios de guardas aliens armados apareceram do lado do prédio.
A princípio, o Nada fingiu que se rendeu. Mas depois ele deu 1 tiro na Holly e 2 na antena, conseguindo destruir o disfarce dos ghouls no planeta todo.
E os guardas metralharam ele até a morte logo depois.

Como esse lugar se encontra atualmente?
Apesar do ataque do Frank e do Nada, o prédio não sofreu nenhuma grande destruição.
Assim, nada mudou muito ali.

Alguém ainda mora lá?
Como o edifício em questão não era um prédio residencial, mas sim a sede da Cable 54 (uma emissora de rádio e televisão), ninguém nunca morou propriamente lá.
SNAPE ISLAND
Onde se localiza?
De acordo com o filme Tower of Evil, Snape Island é um aglomerado de rochedos no Mar cheio de cavernas subterrâneas que se localiza nas proximidades da Grã-Bretanha.

Por que o passado desse lugar é considerado sinistro?
Snape Island foi o palco de várias situações tristes e muitos assassinatos:
Colônia fenícia nos tempos antigos, o lugar parece ter ficado abandonado por muitos séculos depois disso, até que um farol foi construído na ilha (ou no rochedo maior no centro do aglomerado, se preferirem chamar assim), provavelmente no início do século XX.
Mas, visto que navegar ali em volta era quase impossível por causa das pedras e da névoa que aparece quase todo dia, as rotas de todos os navios acabaram sendo desviadas pra longe dali, o que provocaria o fechamento do farol.
O último faroleiro que trabalhou na ilha se chamava Saul Gurney, que morava ali com a esposa. E como o Saul apresentava um certo nível de retardo mental e, no início dos anos 40, eles tiveram um filho com a cabeça deformada chamado Michael, a mulher concluiu que ficar na ilha apesar do fechamento do farol era melhor tanto pro marido quanto pro filho (ela sabia que o Michael cresceria com problemas mentais, devido à deformação no cérebro).
Até 1972, a família viveu nessas condições, sendo sustentada pelo irmão do Saul, chamado Hamp Gurney: ele levava mantimentos pra cunhada, que ficava esperando ele nas docas da ilha.
Naquele ano, a mulher morreu, um grupo de jovens chegaram à ilha e o Michael matou todos, menos uma garota que se escondeu dele.
Na vez seguinte em que o Hamp foi lá, naquela ocasião levando junto o pai dele, eles encontraram a garota sobrevivente. Agora enlouquecida, ela matou o velho. Mas foi capturada pelo Hamp, que levou ela pra um hospício.
Quando o massacre veio a público, soube-se que um dos mortos foi assassinado com uma espada fenícia. E isso atraiu pra ilha um grupo de 4 arqueólogos e 1 policial, que foram levados até lá pelo Hamp e por um marinheiro ajudante dele.
Depois disso, a maioria desses recém-chegados foram sendo mortos 1 por 1 pelo Michael, geralmente em situações em que se encontravam sozinhos.
E o Saul, apesar de não agredir ninguém a princípio, começou a aparecer e encarar alguns dos forasteiros com a aparência insana dele. E acabou assustando uma das arqueólogas até fazer ela cair do alto do farol. E quando um dos arqueólogos tentou se defender dele, achando que tinha sido ele o assassino dos outros, o Saul matou ele, acabando por ser morto na hora por outro dos recém-chegados.
Depois disso, o Michael se mostrou e matou o Hamp, se preparando pra matar a arqueóloga Rose logo depois. Mas ela conseguiu incendiar o farol com ele dentro, destruindo também as demais construções da ilha.

Como esse lugar se encontra atualmente?
As únicas construções que existiam em Snape Island eram o farol, uma casa pra família do faroleiro que morasse lá e um templo de adoração ao deus Baal no subterrâneo da ilha, construído na época dos fenícios.
Tudo isso foi destruído no incêndio que a Rose provocou pra se salvar do Michael.
Assim, atualmente a ilha se resume a um rochedo grande cercado por rochedos pequenos e sem mais vestígios da presença humana.

Alguém ainda mora lá?
Depois do incêndio, os 3 últimos sobreviventes ficaram aguardando resgate. Mas depois que isso aconteceu, certamente ninguém mais voltou à ilha.
SOLAR GARTH
Onde se localiza?
O filme Noite Infernal nunca explica em que parte do Mundo o Solar Garth se localiza. Mas, levando em conta que o filme foi gravado numa mansão de verdade localizada na Califórnia, vamos supor que a mansão da história também se localize na Califórnia.

Por que o passado desse lugar é considerado sinistro?
No início dos anos 50, o recluso milionário Raymond Garth e sua esposa Lilian eram os únicos habitantes do Solar Garth.
Por aquela época, o casal tentou ter um filho. E conseguiu. Mas nenhuma das 4 gravidezes que a Lilian teve resultou numa criança saudável...
Primeiro, o casal teve um menino retardado chamado Morris; depois, eles tiveram uma menina deformada da cabeça aos pés chamada Suzanne; depois, eles tiveram uma menina cega, surda e muda chamada Margaret; e por fim, eles tiveram um menino chamado Andrew, tão aberrante que era até difícil de descrever.
Em 1969, quando o Andrew completou 14 anos, o velho Raymond teve um surto, aparentemente pressionado pela situação em que vivia. E ele escreveu uma carta contando que ia matar a esposa e os 3 filhos mais velhos e depois ia se suicidar enforcado. Mas que deixaria o Andrew vivo.
Algum tempo depois, percebendo um movimento estranho na casa, a polícia entrou lá pra ver o que se passava. Mas, além do patriarca enforcado, os policiais só encontraram 3 cadáveres, apesar de acharem a carta do velho descrevendo os planos dele.
Apesar de olharem por toda a casa, não encontraram vestígios de mais ninguém (vivo nem morto) ali. E assim, a mansão ficou abandonada pelos anos seguintes.
Aparentemente, depois de ter visto o massacre da família, o Andrew viu que o Morris ainda tava vivo depois de ter sido ferido pelo pai e recolheu ele. E como a mansão era cheia de passagens secretas ligadas a túneis subterrâneos, ele se escondeu com o irmão ali até a polícia ir embora.
Nos anos seguintes, os garotos devem ter sobrevivido saindo escondidos da mansão durante a noite pra roubar comida. E aparentemente, mataram algumas pessoas que testemunharam as saídas deles, já que, num dos túneis subterrâneos, eles arrumaram uma mesa cheia de cadáveres em volta.
De qualquer forma, nada impediu o surgimento de uma lenda local sobre o Andrew ainda vivendo escondido pelos corredores escuros do Solar Garth, já que o sumiço dele nunca tinha caído no esquecimento. E é bem possível que alguém tenha visto ele nas proximidades da mansão quando ele saía de lá pra roubar comida, dando origem à lenda.
O terreno todo da mansão nunca foi visto inteiro com detalhes, mas a casa aparenta ficar no meio de um gigantesco jardim cercado por uma cerca de barras de ferro. E isso faz com que a única saída de lá (com exceção dos túneis subterrâneos) seja o portão que fica lá na frente. E a região ao redor dos domínios da Família Garth parece ser desabitada.
Na virada dos anos 70 pros 80, uma fraternidade chamada Alpha Sigma Rho tinha como prova de admissão fazer com que os membros novatos passassem por situações assustadoras durante uma noite inteira. E em 1981, mais especificamente na noite em que tavam se completando 12 anos do massacre de 1969, o lugar escolhido pros 4 novatos da vez passarem a noite foi o Solar Garth.
Acreditando que ficaram trancados sozinhos no terreno da mansão, os 4 não perceberam que 3 veteranos ficaram escondidos ali pra dar sustos neles ao longo da noite. Mas isso nem chegou a acontecer tanto...
Escondidos nas sombras e furiosos com a presença daqueles 7 intrusos ali, o Andrew e o Morris começaram a exterminar 1 por 1 deles.
Depois de ter esbarrado com a cabeça decepada de uma das garotas, um dos novatos, chamado Seth, conseguiu pular o muro na mansão e ir chamar a polícia. Mas, como ninguém na delegacia acreditou nele, ele só conseguiu roubar uma espingarda e voltar pra mansão, onde matou um dos Irmãos Garth com um tiro ao ser atacado por ele no jardim.
Apesar disso, o Garth sobrevivente pegou o Seth de surpresa, puxou ele pras sombras e fez ele sumir (e nunca se soube se ele sobreviveu ou não a esse ataque).
A aparentemente única sobrevivente do ataque foi uma das novatas, chamada Marti, que conseguiu sair pelo portão da mansão, pegou um carro estacionado ali em frente e tentou fugir. Mas o Garth sobrevivente pulou no teto do carro, tentando matar a garota.
Como último recurso, a Marti jogou o carro contra o portão da mansão, cravando o agressor nos espetos de ferro do portão e matando ele, mas conseguindo sobreviver.

Como esse lugar se encontra atualmente?
Apesar de todos os ataques e lutas que aconteceram no Solar Garth ao longo daquela noite de 1981, o lugar não sofreu nenhum tipo de destruição além de algumas janelas quebradas e portas arrombadas.
Desde o massacre de 1969, a mansão ainda continua de pé no mesmo peso e na mesma medida.

Alguém ainda mora lá?
Supostamente, a Marti foi chamar a polícia depois de tudo o que aconteceu e, mais tarde, eles foram até o Solar Garth pra recolher todos os cadáveres espalhados pelo terreno (e talvez resgatar o Seth).
E depois disso é muito pouco provável que alguém ainda tenha voltado lá.
ZONA DO MEDO
Onde se localiza?
De acordo com o seriado She-Ra, a Zona do Medo se localiza num pântano estéril do Planeta Etéria, ao lado da Floresta do Sussurro.

Por que o passado desse lugar é considerado sinistro?
A Zona do Medo foi construída pra servir como base principal da Horda em Etéria, quando essa organização invadiu e dominou o planeta.
O lugar parece uma mistura de fortaleza com fábrica e é a residência oficial do Hordak. E a maioria dos membros principais da Horda que vivem em Etéria também moram lá (só a Felina, a Otávia, a Scorpia e a Sombria parecem ter residências submetidas à autoridade delas fora dali).
O povo comum de Etéria é frequentemente preso pelos membros da Horda e levado pra Zona do Medo, onde são forçados a trabalhar como escravos, são mantidos prisioneiros no calabouço da fortaleza ou simplesmente são submetidos gratuitamente a torturas e humilhações.
A esterilidade do pântano ao redor da Zona do Medo se deve à grande quantidade de poluição que a Horda segue despejando lá o tempo todo. E pelo mesmo motivo, uma nuvem de fumaça marrom-amarelada cobre a fortaleza infinitamente.

Como esse lugar se encontra atualmente?
Na última vez em que a Zona do Medo apareceu, ela não tinha sofrido nenhuma grande alteração além do que tinha sido visto desde o início do seriado.
Então, provavelmente continua igual até hoje.

Alguém ainda mora lá?
Provavelmente, os mesmos membros da Horda que moravam lá ainda moram até hoje, já que ninguém nunca apareceu sendo expulso de lá.

Posts sobre as produções em que esses lugares apareceram:

O Monstro que Desafiou o Mundo (1957)


Satan’s Lust (1971)


Tower of Evil (1972)


Noite Infernal (1981)


O Último Terror (1983)


Ewoks (1985)


She-Ra (1985)


Eles Vivem (1988)


A Criatura do Cemitério (1990)


Bandh Darwaza (1990)

Até a próxima!